Vasco

Sá Pinto enaltece atuação do Vasco e lamenta erro defensivo contra o São Paulo: ‘O gol deles não foi por mérito, infelicidade nossa’

Rafael Ribeiro/Vasco

O empate em 1 a 1 com o São Paulo, neste domingo, não livrou o Vasco do fantasma do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, mas o resultado foi comemorado pelo técnico Ricardo Sá Pinto. Para o português o resultado foi aceitável diante das dificuldades na preparação com casos de Covid e desfalques. O treinador lamentou o erro que resultou no gol do adversário e elogiou a postura da equipe.

– Antes deste jogo as expectativas eram baixas por todos, principalmente porque o São Paulo tem três jogos a menos e poderia estar em primeiro não fosse isso. Depois pela grande vitória contra o Flamengo, eles viviam um momento fantástico. Nós fazendo nosso caminho, mas com muitas dificuldades, problemas com o covid, não conseguimos ainda repetir as escalações e dar a estabilidade que gostaríamos. Ainda assim, penso que fizemos um grande jogo, um jogo tático, muito inteligente, uma equipe com alma do Vasco, lutadora, que jogou unida e com a mentalidade vencedora mesmo com o São Paulo na casa dele. O resultado foi aceitável, mas o São Paulo não poderia dizer que merecia mais. O gol deles não foi por mérito nenhum, foi um erro nosso, uma infelicidade tremenda. Merecíamos ganhar no primeiro tempo. No segundo tempo eles tiveram mais posse de bola, mas foi estratégico. Temos que reconhecer a qualidade deles. Estrategicamente a equipe foi inteligente. Só tiveram uma oportunidade clara no segundo tempo em que o Lucão fechou o ângulo – analisou o técnico.

Sá Pinto também pediu união e apoio dos torcedores e admitiu que os jogadores ficam abalados com as críticas nas redes sociais.

– Temos que enaltecer a nossa atuação. É um momento de união, vai ser duro até o final e os vascaínos têm que aceitar. Deem tranquilidade à equipe, os jogadores leem as redes sociais, os comentários e ficam com o psicológico alterado com isso. Muitos deles são jovens, estão em um processo de amadurecimento e precisam de calma e da nossa união.

O treinador também comentou as mudanças táticas que vem implementando no primeiro mês em São Januário.

– O esquema é um 3-4-3 ofensivo e defensivamente usamos o 5-4-1. Isso não quer dizer que em algum momento não possa se tornar um 3-5-2. Os jogos são diferentes, cada jogo é uma história. Neste jogo demos mais iniciativa ao adversário, porque é uma equipe que tem qualidade e adota esse etilo de jogo de mais posse e mobilidade. Eles são perigosos em todos os momentos. Contra o Ceará esperamos ter mais a iniciativa, jogando em casa temos que criar mais, ser mais ofensivos. Com São Januário cheio seria mais fácil, o fator casa deixa de ter aquela força que sempre tem. Em termos defensivos, a equipe estabilizou mas ainda precisamos melhorar ofensivamente – admitiu

Confira outros temas da coletiva de Ricardo Sá Pinto::

Entrada de Gustavo Torres:

Gustavo Torres ainda tem margem de crescimento. Ele tem muita força, mas em termos de resistência ele ainda tem o que evoluir. Não temos muito tempo, mas é um jogador de explosão, de velocidade. Ele pode melhorar em intensidade e é isso que pretendemos. Não só ele como toda a equipe. Ele entrou bem no último jogo e nesse. Mantendo esse nível será sempre uma solução boa para a equipe.

Opção por Jadson no lugar de Marcelo Alves:

Em relação ao Jadson e Marcelo Alves confio muito nos dois. Foi uma opção minha para este jogo. O Marcelo apresentou dados fisiológicos de grande fadiga, portanto, não quisemos arriscar e acabar o perdendo porque ele está em um bom nível. O Jadson estava preparado, é experiente e ainda pode chegar a uma melhor forma. Confio muito em ambos.

Saída de Talles Magno do time titular:

Para mim a decisão de tirar o Talles em qualquer jogo é muito difícil, principalmente quando não estamos produzindo ofensivamente. Sou o treinador e tomo as decisões que tenho que tomar, foi uma opção técnica e tática. E sempre vai ser assim, assumo todas as minhas decisões. Senti que o Talles não estava em um bom dia, com certeza já por influencia do Covid-19. Ele tem muita margem de crescimento e esperamos que se recupere para ajudar a equipe o mais rapidamente.

Demora nas substituições:

Mudo quando acho que tenho que mudar. Pode haver coincidência em termos de minutos. Vai ser o que eu achar que tem que ser.

Estreia de Lucão no Brasileiro:

Fez um jogo muito seguro, muito inteligente. Era um jogo apara ele não correr riscos, simplificar as ações e manter a concentração que já seria suficiente. Hoje temos uma estrutura que ajuda os goleiros. Ele é um goleiro de muito talento e qualidade, ele vai começar a agregar bastante a equipe e a fluir neste caminho. Quando precisamos, ele foi chamado para ajudar e resolveu o problema. Ele está de parabéns pelo jogo que fez.

Defensa Y Justicia:

Estamos muito concentrados. Ontem na viagem para São Paulo vi um jogo deles que empataram em casa com o Independiente. É uma equipe que joga no 3-5-2 e que não vem de resultados muito favoráveis, mas agora será uma competição diferente. Vai ser um jogo difícil. Eles têm jogadores rápidos na frente , laterais com profundidade, chegam bem nos corredores e nas finalizações. Temos que ter cuidado. Hoje ainda começamos a nos preparar para conseguir um bom resultado na quinta-feira.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top