América-MG

Salum fala sobre mudança de perfil na torcida do América-MG e explica o processo da venda da SAF

Foto: Mourão Panda/América-MG

Alcançando as oitavas de final da Copa do Brasil e com um início consistente no Campeonato Brasileiro, o América-MG vive uma fase de crescimento na temporada. Apesar da situação no grupo D da Libertadores, o Coelho passou por fases preliminares e pode garantir o mata-mata na Copa Sul-Americana.

Tendo em vista esse cenário dentro do campo e também fora das quatro linhas, em entrevista ao Superesportes, o presidente do América SAF, Marcus Salum, respondeu perguntas sobre os assuntos relacionados a torcida americana e também falou sobre o processo da venda da Sociedade Anônima do Futebol do América.

Quando perguntado sobre a torcida do América, Salum explicou que o clube pretende e já tem realizado formas de engajar e fidelizar os torcedores. Ele também apontou uma mudança de perfil na torcida que se faz presente nas arquibancadas da Arena Independência e que se faz necessário o Coelho ter um ciclo vitorioso dentro de campo para fortalecer e aumentar esse público.

Veja também: Após classificação sobre CSA, perfil do América-MG provoca Cruzeiro

– Eu vou sempre de carro, subo as ruas transversais do Independência em todo jogo para ver a torcida chegando ao estádio. Antigamente, só tinha velho. Hoje, está cheio de torcedor jovem. Esse é o processo. Se você entrar na internet vai ver a quantidade de jovens que falam e gostam do América. Em porcentual, é pequeno. Mas a faixa (etária) da torcida está mudando. O ciclo de bons resultados aumenta a torcida. O São Paulo, Palmeiras e Corinthians cresceram no ciclo. Se nós fizermos cinco anos desse jeito, a história do América muda.

Veja também: Vagner Mancini elogia coletivo do América-MG após vitória: ‘Temos mais que onze jogadores’

O dirigente do América ainda falou sobre o processo de venda da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) e confirmou que tem conversado com grupos de investidores. Além disso, ele afirmou que o investimento no futebol deverá ser obrigatório e que o clube entende que o ideal é fechar esse processo antes de uma janela de transferência.

– Nós estamos conversando com alguns grupos, e está para chegar proposta numérica, porque a proposta de trabalho nós já conversamos com muita gente. Todos já entenderam o que queremos, e alguns ficaram de entregar uma proposta efetiva. O América quer ser competitivo na Série A. Para isso, tem que ter investimento no futebol. Para eu aceitar a proposta, eu tenho que quitar minha dívida, que é pequena, porque a associação não vai ter receita, tem que estar sem dívida. Isso já acertamos com todo mundo. Tem que zerar. Se eu for fechar esse ano, tem que ser antes da janela (julho), senão só vou fechar no final do ano, porque não vai mudar nada para mim. O primeiro horizonte é a janela (do meio do ano).

Para saber tudo sobre o América-MG, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top