Outros clubes

Santa Cruz vence Treze de virada no fim e garante a primeira vitória na Série C

Santa Cruz

Santa Cruz e Treze se enfrentaram na noite desta terça-feira (18) no Estádio do Arruda, em Recife. O jogo foi válido pela segunda rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, mas foi a primeira partida do time paraibano na competição, que teve seu primeiro compromisso adiado por conta de jogadores do Imperatriz-MA, adversário do Treze na estreia, terem positivado 12 jogadores para Covid-19.

No campo, um jogo movimentado, rápido e cheio de gols. No primeiro tempo, Ermínio marcou para o Treze aos 11 e Didira empatou logo em seguida, aos 18. O segundo tempo reservou emoções para o final. Aos 30 minutos, Douglas Lima marcou o segundo do Treze num gol olímpico, e o Santa empatou aos 45 com Chiquinho, e virou aos 50, de pênalti, com Toty.

Detalhes da partida

Jogo foi bastante equilibrado no Arruda (Foto: Cassiano Cavalcanti/ Ascom Treze FC)

O Treze começou o jogo mostrando logo o seu cartão de visitas: um gol! Aos 11 minutos do primeiro tempo, em jogada rápida de contra-ataque, Douglas Limas fez um passe para Edson Carioca, que se livrou da marcação do Santa e bateu no canto, o goleiro Maycon deu rebote, Ermínio aproveitou e empurrou a bola para o fundo do gol.

O Santa Cruz precisou responder rápido e seis minutos depois conseguiu empatar, com um golaço do volante Paulinho. 1 a 1 no Arruda, e o jogo era bem movimentado. Após o empate do Santa, o jogo ficou mais cadenciado e as equipes passaram a jogar de forma mais cautelosa, o que deixou Itamar insatisfeito com a postura do Tricolor, e o Treze apostava nas jogadas rápidas de contra-ataque, arma bastante utilizada pelos trezeanos.

No segundo tempo, logo aos três minutos, Victor Rangel cabeceou uma bola que parou na trave, mas o jogo voltou a ficar morno.Só aos 30 minutos o jogo ganhou em emoção. Douglas Lima cobrou escanteio e a bola entrou direto, gol olímpico no Arruda, que colocava o Treze novamente à frente do placar. Até então, o Treze usava a bola parada e os contra-ataques para se dar bem no jogo. E cumpria esse papel com méritos. 

Contudo, o Galo da Borborema não soube administrar a vantagem que tinha construído e no fim do jogo tudo começou a dar errado. Aos 45 minutos, o Santa conseguiu empatar. Em bola pernambucana alçada na área paraibana, a defesa do Treze afastou mal e Chiquinho aproveitou a sobra para mandar uma bomba para o gol e empatar o jogo. 2 a 2.

Para o Santa Cruz, a remontada. Para o Treze, a dissolução. Logo após o gol de empate, Victor Rangel foi atropelado por Alisson Caetano dentro da grande área, pênalti para o Tricolor do Arruda. Toty bateu e marcou a virada dos pernambucanos aos 50 minutos do segundo tempo. 

Um balde de água fria nos vizinhos paraibanos que viram a vitória esvair-se entre os dedos. Méritos do Santa que conquistou a primeira vitória da Série C com emoção dentro de casa, e o Treze começa o campeonato nacional com derrota mas com trunfos por, pelo menos, ver seu modelo de jogo funcionar fora de casa – salvo as exceções que culminaram na derrota.

De acordo com a assessoria do Treze, o clube paraibano irá acionar à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) “por considerar absurdo os erros de arbitragem” na partida realizada no Estádio do Arruda.

Escalações

Santa Cruz: Maycon, Toty, William Alves, Danny Morais, Jaderson (Augusto Potiguar); Paulinho, Bileu (Tinga), Célio (Júnior), Jeremias (Chiquinho); Didira e Pipico (Victor Rangel). Técnico: Itamar Schülle

Treze: Jeferson, Léo Pereira, Breno Calixto, Alisson Cassiano, Gilmar; Robson (Resende), Vinícius Barba, Alexandre Santana (Bruno Mota); Ermínio (Caxito), Douglas Lima (Tales) e Edson Carioca (Frontini). Técnico: Caé Cunha (interino)

Santa Cruz tentava primeira vitória na competição

O Santa Cruz via a necessidade de somar seus primeiros pontos no jogo contra o Treze. O Tricolor de Pernambuco havia perdido a final do Campeonato Pernambucano para o Salgueiro, no pênaltis e em casa, e estreou na Série C com um empate sem gols com o Paysandu no Pará.

Com a vitória sobre o Treze, o time comandado por Itamar Schülle respira mais aliviado e diminui a pressão que poderia surgir caso houvesse um tropeço contra os paraibanos de Campina Grande. No próximo domingo, o Santa vai com foco total para somar pontos contra os paraibanos de João Pessoa: o Botafogo-PB.

Treze ainda ressacado do título paraibano

O Treze realizou sua primeira partida após o título do Campeonato Paraibano de 2020, conquistada no último sábado (15), em cima do maior rival, o Campinense. No domingo (16), o elenco trezeano teve folga após a festa ter rolado horas e horas pelas ruas de Campina Grande no dia anterior, e o elenco se reapresentou na segunda-feira (17) e já embarcou para Recife para se preparar para o confronto contra o Santa Cruz. 

A derrota não estava nos planos do time alvinegro paraibano – ainda mais da forma como aconteceu – que precisa pontuar no confronto contra o Paysandu, barra pesada para o time que sofreu uma virada no fim e precisa colocar o psicológico nos eixos para pontuar na Série C. O técnico Moacir Júnior não esteve à beira do gramado por questões pessoais, segundo ele, teria um problema pessoal a resolver, e comunicou a diretoria trezeana que não iria ao jogo.

Situação das equipes na Série C

Com a vitória, o Santa Cruz soma quatro pontos e ocupa a 3ª colocação no Grupo A. Já o Treze, com essa derrota e sem pontos, aparece na 9ª colocação, posição que manteve desde o início da rodada.

O próximo compromisso das equipes será já no final de semana. O Treze joga no sábado (22). Irá viajar até Belém-PA para enfrentar o Paysandu. O jogo está marcado para o Estádio da Curuzu, às 19h. O Santa Cruz joga no dia seguinte, domingo (23), no Estádio Almeidão, em João Pessoa, onde vai encarar o Botafogo-PB, às 18h.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top