Futebol Feminino

Santos despede funcionário após tentativa de suborno

Foto: Ivan Storti/Santos FC

O presidente do Santos, Andres Rueda, convocou uma coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (20), para esclarecer e informar que um funcionário do Santos foi demitido após tentar subornar uma jogadora do Red Bull Bragantino, em partida válida pela 13º rodada da primeira fase do Campeonato Brasileiro Feminino, terminado em 1 a 1.

Para saber mais sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo no FacebookInstagram e Twitter

O comandante santista não divulgou o nome da atleta que recusou o suborno, e nem o nome do acusado, mas explicou que o caso será investigado. O mandatário do Peixe fez um Boletim de Ocorrência com imagens, prints e outras provas envolvendo o caso.

“A gente teve um fato lamentável comprovadamente nesse fim de semana que talvez seja a cabeça de um iceberg do que está acontecendo no nosso futebol. Um funcionário do nosso clube, do futebol feminino, utilizando-se de um intermediário do Bragantino, tentou subornar uma jogadora do Bragantino para arranjar um resultado elástico já no primeiro tempo do jogo para efeito de apostas. A jogadora recusou a proposta, eles entraram em contato comigo, apresentaram provas materiais. Quando chegou ao nosso conhecimento, tomamos algumas medidas. Providencia que tivemos de imediato: demissão por justa causa por todos envolvidos”, dissertou Rueda.

O ENVELOPE ENTREGUE PARA A QUARTA ÁRBITRA

Antes do inicio da partida, o funcionário teria entregado supostamente um envelope, citado por Andres Rueda, para a quarta árbitra Adeli Mara Monteiro.

“Tem uma passagem inclusive do início do jogo, um negócio no mínimo esquisito, um funcionário (do Santos) dando supostamente um envelope para a quarta árbitra na frente da juíza, que tem de ser investigado. Avisamos a CBF. Abrimos um BO (Boletim de Ocorrência) para apuração criminal dos fatos e estamos preparando todo um material para encaminhar para o Ministério Público”, comentou o presidente.

“Não tenho condições de avaliar (se tinha arbitragem envolvida). A imagem é pública (do envelope sendo entregue). E a gente passou essa imagem, tudo isso também para a CBF, para a polícia, para investigarem”, completou Andres Rueda.

O clube pretende não confirmar o nome do funcionário demitido para que não atrapalhe as investigações. Mas segundo o jornalista Lucas Musetti Perazolli, da UOL Esporte, o profissional demitido foi o preparador de goleiras, Fabrício de Paula. Ele nega toda e qualquer tentativa de suborno.

“Já mandei tudo para o meu advogado. Mas já te garanto que entreguei uma capa de chuva para a Adeli (quarta árbitra). E sobre a atleta, foi uma confusão de interpretações. Estarei sempre aberto para esclarecimentos, até porque o Santos me demitiu sem ao menos me ouvir”

SÚMULA DO JOGO

Após o jogo, a árbitra Marianna Nanni Batalha, relatou em sua súmula que “nada houve de anormal”. Confira a imagem.

Créditos: Divulgação

ESCLARECIMENTO DO RED BULL BRAGANTINO

O Red Bull Bragantino, após o caso, encaminhou uma nota para imprensa confirmando o acontecimento. O clube informou que a atleta subornada recusou a proposta.

“O Red Bull Bragantino vem a público para, infelizmente, confirmar as alegações de assédio a uma das nossas jogadoras antes da partida contra o Santos, pelo Brasileirão Feminino.

A atleta da nossa equipe foi contatada, por meio de mensagens, com uma proposta de suborno para combinação de determinado resultado.

A jogadora prontamente recusou e informou aos superiores, que se certificaram em manter a lisura do jogo e encaminharam a denúncia a nossa diretoria.

Assim que cientes, tomamos todas as medidas internas, entramos em contato com o Santos para apresentar as provas do acontecido, e os dois clubes entregaram o material às autoridades competentes.

Lamentamos que esse tipo de assédio aconteça em nosso futebol e vamos trabalhar para coibir qualquer atitude que manche a integridade do esporte”.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top