Santos

Santos repudia atos de violência contra Diego Tardelli: ‘Vândalos travestidos de torcedores’

Tardelli
Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Santos foi eliminado da Copa do Brasil na última terça-feira (14), após perder para o Athletico-PR. Após a partida, a torcida do Peixe protestou em frente à Vila Belmiro. Entretanto, posteriormente, vândalos depredaram o carro de Diego Tardelli e ameaçaram o atacante. Na manhã desta quarta-feira (15), o clube Alvinegro repudiou a atitude dos “vândalos travestidos de torcedores”.

QUER FICAR POR DENTRO DE TUDO SOBRE O SANTOS? ENTÃO SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

O comunicado do Peixe ressalta ainda que dará todo o apoio para que medidas legais sejam tomadas para o reconhecimento e punição dos vândalos. Além disso, o Santos expressou que não considera tais indivíduos como torcedores, mas sim como bandidos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O SANTOS:

+Tardelli diz que teve carro depredado e foi ameaçado após eliminação: ‘Falavam que eu ia morrer’

+Torcida do Santos protesta após eliminação na Copa do Brasil

+Santos irá à CBF protestar após Andreas Pereira atuar na Vila Belmiro sem cumprir quarentena

+Presidente do Santos nega erro médico no processo de recuperação de Marinho

Tardelli falou sobre as ameaças poucas horas após a derrota para o Athletico-PR. “Fomos eliminados, muito triste. Mas o que eu quero contar é uma cena de terror que eu acabei de passar, que eu nunca passei na minha vida e jamais imaginaria que um dia eu fosse passar por isso. Estava chegando aqui próximo ao meu hotel. Acredito que uns três ou quatro carros já estavam me seguindo. Até eu parar no sinal e nisso dois ou três carros me fecharam. Não tinha para onde correr. Começaram a quebrar meu carro, chutar, amassar. Falavam que eu ia morrer. Aquela tortura que eles fazem quando as coisas não vão bem. Isso me deixou extremamente triste, chateado.”, disse o atacante.

Confira a íntegra da nota emitida pelo Santos:

Sobre o episódio ocorrido durante a madrugada com o jogador Tardelli e com outros membros do elenco, com ameaças, perseguições, emboscadas e atos de depredação, o Santos FC repudia veementemente a atitude de vândalos travestidos de torcedores e ressalta que dará todo o apoio para que as medidas legais sejam adotadas para o reconhecimento e a punição dos agressores.

“O Clube não reconhece essas pessoas como torcedores e sim como bandidos. A torcida tem o direito de protestar sobre os resultados, desde que de forma civilizada.”.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top