Campeonato Brasileiro

São Paulo e Ceará fazem duelo direto para diminuir riscos de rebaixamento

Foto: Stephan Eilert /cearasc.com

Ceará e São Paulo se enfrentam na noite dessa quinta-feira (14), no Morumbi, às 19 horas. Ambas as equipes estão lutando para se afastar da zona ingrata, o ‘famoso’ Z4. O Vozão está com 29 pontos e o Tricolor Paulista com 30, ou seja, quem vencer deixa o outro literalmente para trás, e de quebra ainda distancia da zona de rebaixamento.

LEIA MAIS | São Paulo x Ceará: prováveis escalações, desfalques, onde assistir e palpites

Como vem o Ceará

A equipe do técnico Thiago Nunes vai tentar a primeira vitória longe de seus domínios nesse Brasileirão e para isso vai contar com a equipe praticamente sem desfalques. Com o retorno de Marlon para o meio-campo e do atacante colombiano Yony González, que ficará à disposição no banco de reservas.

O alvinegro cearense vem de duas partidas sem vencer e precisa reencontrar o rumo da vitória se quiser se afastar da zona de rebaixamento e tentar voos maiores na competição. Portanto, uma derrota pode deixar o time com sério risco de brigar lá embaixo.

Como vem o São Paulo

O Tricolor, que demitiu Hernán Crespo na última quarta-feira (13), e já conta com o Rogério Ceni para comandar a equipe, deve vir com tudo para cima do Ceará. A equipe paulista vem e cinco empates seguidos, perdendo pontos importantes, chegando a brigar com a zona de rebaixamento.

Só a vitória importa para o São Paulo, que deve vir com Benítez, mas sem Rigoni, lesionado. Além da ausência do argentino, o tricolor também não conta com Galeano, Igor Vinicius e William, todos machucados. Além de Arboleda, que se encontra com a seleção equatoriana.

Promessa de duelo interessante no Morumbi, quem vencer deixa o outro para trás.

Para saber tudo sobre o Ceará, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Último encontro

Pela 7ª rodada desse Brasileirão, Ceará e São Paulo empataram por 1 a 1, na Arena Castelão, dia 27 de junho. Jorginho abriu o placar para os cearenses , e Gabriel Dias, contra, deixou tudo igual.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top