Grêmio

‘Se for preciso, jogo com muito orgulho’ diz Ruan sobre atuar na lateral direita contra o Independiente del Valle

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Em meio as preparações para o jogo contra o Independiente del Valle, do Equador, pela Pré-Libertadores, o Grêmio teve uma semana movimentada. Mini surto de COVID-19, alteração no dia e local do jogo. Essas coisas foram perguntadas em entrevista coletiva com o zagueiro Ruan na tarde de hoje (8).

Perguntado sobre o psicológico dos jogadores após esse mini surto, Ruan responde: “eu acho que estamos bem psicologicamente. Não temos as lideranças aqui, mas cada um tem que ter sua liderança dentro de campo. A gente fica mais tenso pela situação do Vanderson e Paulo Victor, mas acredito que eles vão ficar bem. Está todo mundo preparado e focado.”

Com destaque no Grenal 430, onde o Grêmio venceu o rival por 1 a 0 com gol de Leo Chú, Ruan se coloca a disposição do time: “Pude ajudar o Grêmio no Gre-Nal, e vou focar em ajudar na sexta, me preparar para este jogo tão importante para o clube.” Além disso, com os desfalques de Vanderson e Victor Ferraz, o jovem zagueiro foi questionado sobre jogar adaptado na lateral direita. Um dos atributos mais efetivos de Ruan é a sua velocidade. Sobre isso, ele responde: “Eu quero jogar, mostrar meu futebol, se for de zagueiro, lateral ou atacante, eu quero mostrar meu futebol. Vou levar como um desafio a mais (se tiver que jogar improvisado). Mas acredito que seja muito tranquilo.”

Como dito, o jogo teve seu local alterado. Saindo da altitude do Equador, a partida será no Defensores del Chaco, no Paraguai. Sobre a altitude, que já enfrentaram contra o Ayacucho do Peru, Ruan não demonstra medo: “A altitude é uma adversidade que a gente tem que lidar durante o jogo. Contra o Ayacucho, consegui fazer um bom jogo e dar uma assistência. No futebol, existem estas coisas, mas a gente tem que saber lidar.” O jogo será amanhã, dia 9 de abril, às 19:15

Para saber mais sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Facebook, Instagram e Twitter.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top