Internacional

Seijas volta a criticar Celso Roth ao falar sobre 2016

Ricardo Duarte/INTERNACIONAL/DIVULGAÇÃO

Meio-campista colorado no ano do rebaixamento, Seijas ainda sofre por ter sido afastado pelo antigo treinador. O jogador já havia relatado detalhes de como era sua situação com Roth anteriormente, mas, desta vez em contato com o “Globo Esporte”, o atleta revelou mais impasses com o treinador.

Ao ser contratado em abril de 2016, o jogador atraiu a atenção e a esperança da torcida. Isto porque os colorados viam nele um possível substituto de D’Alessandro, após o argentino deixar o clube rumo ao River Plate. Entretanto, Seijas nunca conseguiu ganhar uma sequência de jogos no clube, mesmo tendo feito 4 gols em seus primeiros 10 jogos.

Banco de Reservas

Segundo o jogador, sua ida para o banco de reservas passa diretamente por Celso Roth. Ele afirma que: “Claramente eu não era um jogador do gosto dele. É algo que ocorre no futebol, natural. Mas quando você é um cara criativo, um meia, um atacante, você precisa errar. Para eu buscar um passe ao Vitinho, ao Valdívia, eu precisava arriscar. Sentia que com ele eu não podia fazer isto”.

Na época, o treinador era questionado sobre a utilização de Seijas em quase todas as entrevistas coletivas. Mas isso não mudou em nada a situação e, segundo o venezuelano, causou ainda mais desconforto. Isto porque: “Não gostei da forma pública que falava de mim. Mesmo que não goste do jogador, você precisa protegê-lo da porta para fora. Dentro, você fala tudo. Mas nas coletivas ele falava de mim de forma irônica”.

Empréstimo em 2017

Após o início da temporada 2017 e tendo sido avisado que não faria parte dos planos de Antônio Carlos Zago, o jogador foi emprestado para a Chapecoense. Afirma que “Eu não tinha ideia de ir embora. Nem quando ocorreu o rebaixamento”. Mas isso mudou, segundo Seijas, após uma conversa com o então diretor executivo Jorge Macedo, que informou o atleta de uma provável baixa utilização.

Retorno ao Internacional

Após seu retorno, em 2018, o jogador teve que amargar um longo período de treinamentos junto ao “Time B”, no CT de Alvorada. O local é bem afastado de onde treinava o grupo principal. Naquele período, segundo ele, se esforçou muito e chegou a se destacar em amistosos. Entretanto, nunca teria ocorrido um contato da diretoria para ele retornar ao elenco. Ele confirma isso dizendo: “Nem (o vice de futebol Roberto) Melo, nem o presidente (Marcelo Medeiros). O presidente nem tem razão porque tinha outras preocupações, mas o Melo não”. Finaliza afirmando que: “Eu era quase um anticristo, não podia ir ao CT, fazer nada”.

Luís Manuel Seijas atuou no Internacional entre os anos de 2016 e 2018. Jogou 29 vezes com a camisa colorada e marcou 5 gols.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top