Ponte Preta

Sem Cléber Reis e Osman, Ponte fecha preparação para enfrentar o Novorizontino

Ponte Preta fez reconhecimento do gramado da Arena Barueri nesta terça-feira | Crédito: PontePress

Com reconhecimento do gramado no período da manhã, a Ponte Preta encerrou a preparação para enfrentar o Novorizontino, nesta quarta-feira, às 19h15, na Arena Barueri, em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Paulista.

Com sete pontos e na lanterna do torneio, a Macaca entra em campo pressionada pelo resultado positivo frente o único adversário invicto e recheada de desfalques.

Além de seis reforços indisponíveis por força de contrato, o técnico João Brigatti não pode contar com os zagueiros Alisson e Cléber Reis e os atacantes Osman e Roger – dois estão suspensos e dois não reúnem condições de jogo.

“Cléber Reis sentiu um desconforto. Nós trabalhamos muito em cima disso, principalmente o setor físico. Tomamos muito cuidado para que a gente não pudesse perder atletas. Infelizmente, sentiu um desconforto no músculo posterior e está fora desse jogo. Ele já está apto para fazer a transição. Quem sabe, para o próximo compromisso, esteja presente”, declarou o comandante, em coletiva de imprensa.

“Todos nós sabemos que o Osman passou por um processo cirúrgico e ficou nove meses inativo pela sua recuperação. Ele tem feito um trabalho muito forte juntamente com o nosso setor físico. Ele não veio para Barueri e não vai reunir condições para enfrentar o Novorizontino. Estamos muito preocupados com ele”, acrescentou.

ESQUEMA TÁTICO

Brigatti não deu pistas de como pretende escalar a Ponte Preta, mas praticamente confirmou a entrada do lateral-direito Jeferson como volante, abrindo brecha para Apodi retornar à função de origem – por perder alguns treinamentos após diagnóstico de Covid, Bruno Reis deve fiar no banco.

“É bem viável que possa acontecer isso. Jeferson já jogou pelo setor. Eu acho que fica um lado direito muito rápido, juntamente com o Apodi ali, mas sem dobrar e sem fazer uma dobra de lateral, né? É mais jogando por dentro ali para que a gente possa ter os dois lados com velocidade”, pontuou o treinador da Ponte.

“É sempre buscando o equilíbrio, tanto o lado esquerdo como o lado direito. Que a gente também possa ter velocidade, principalmente na saída de contra-ataque para surpreender o nosso adversário”, completou.

QUEM JOGA?

Com treinamentos fechados e com poucas pistas, uma provável escalação da Ponte Preta para enfrentar o Novorizontino tem: Ivan, Apodi, Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Dawhan, Jeferson, Vinicius Zanocelo e João Paulo; Bruno Rodrigues e Alisson Safira.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top