Flamengo

Sete meses após a Recopa e com algumas mudanças, Flamengo volta a enfrentar o Del Valle no retorno da Libertadores

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo
— Continua depois da publicidade —

A data era 26 de fevereiro de 2020. O Flamengo vencia o Independente Del Valle por 3×0 em um Maracanã lotado e conquistava a Recopa Sul-Americana e o seu segundo título no ano. O time, então comandado por Jorge Jesus, mostrava que o teto alcançado em 2019 ainda poderia ser ultrapassado com as peças novas que chegaram esse ano. Mas quase sete meses e uma pandemia (que ainda não acabou) depois, algumas coisas mudaram para o time rubro-negro.

O técnico Jorge Jesus rumo para o Benfica e foi substituído pelo catalão Domenec Torrent. O lateral direito Rafinha aceitou uma proposta do Olympiacos, da Grécia e também deixou a Gávea, o chileno Maurício Isla foi contratado para o seu lugar. O novo treinador tem sido muito criticado por torcida e imprensa por adotar o rodízio de jogadores, ou seja, não existem “11 ideal”, a cada partida, Dome escala de acordo com fadiga, opção técnica e tática de cada jogo.

Apesar da quinta colocação e de vencer 4 dos últimos cincos jogos, a torcida não está feliz com o treinador e com alguns jogadores importantes no ano passado mas que não tem atravessado uma boa fase desde o retorno do futebol. Bruno Henrique, que volta a ser relacionado após quatro partidas, não vive uma boa fase. Gerson, um dos principais jogadores do meio campo rubro-negro tem tido atuações dispersas e apagadas. A defesa, tão soberana no ano passado tem deixado a desejar. Apenas Rodrigo Caio tem tido boas atuações, Léo Pereira e Gustavo Henrique revezam na parceria ao camisa 3, mas nenhum deles conseguiu se firmar.

Gerson tenta um lançamento na segunda partida da Recopa Sul-Americana | Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo e Del Valle lideram juntos o grupo A da Copa Libertadores 2020. Os dois venceram suas duas primeiras partidas, mas o time equatoriano lidera pelo saldo de gols, 6 contra 4. A equipe comandada por Miguel Angel Ramirez ainda não perdeu desde o retorno do futebol no Equador: foram nove partidas com seis vitórias e três empates, todos os jogos válidos pelo campeonato nacional. A única perda da equipe foi o atacante Alan Franco, que foi contratado pelo Atlético-MG.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕES: 

Flamengo: César, Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Arão (Thiago Maia) e Gerson; Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. Técnico: Doménec Torrent

Independiente del Valle: Jorge Pinos; Angelo Preciado, Richard Schunke, Pablo Alvarado, Anthony Landázuri; Braian Rivero, Christian Ortiz, Faravelli, Fernando Guerrero, Jacob Murillo; Edson Montaño. Técnico: Miguel Angél Ramirez.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo