Lutas

Sincerão? Prochazka diz que vitória sobre Reyes ‘não foi a melhor da carreira’

Jiri Prochazka
Divulgação/Facebook Oficial UFC Brasil

Jiri Prochazka pode ter dado um passo para se tornar uma futura estrela do UFC. O tcheco fez uma luta ‘maluca’ no último final de semana contra Dominick Reyes, na qual esteve perto de perder, mas reagiu, e com cotovelada giratória, derrotou o americano.

Para muitos, vencer um ex-desafiante ao cinturão poderia ser a ‘melhor vitória da carreira’. Mas o ‘Denisa’ afirmou após o combate que, para ele, esta não seria sua melhor vitória ao admitir que poderia ter dominado mais o rival, se mostrando um pouco insatisfeito com sua performance no octógono.

— Não foi a minha melhor vitória porque não consegui ter a luta sob o meu controle. Dominick me surpreendeu várias vezes e isso não é bom para um cara como eu. Gosto de ser o melhor, e ser o melhor, na minha opinião, não é fazer o que fiz hoje. Tive muitas chances de finalizar a luta cedo e não consegui. Não quero ficar no cage por tanto tempo. Por que ficar lá tanto tempo numa guerra? Busco ser um mestre e não foi isso o que consegui hoje – afirmou Prochazka.

Ainda que admita que não tenha uma grande performance diante de Reyes, o tcheco viu lados positivos no combate, afirmando que irá levar as lições desta luta para o futuro. Além de aproveitar sua estadia no UFC e manter o mesmo estilo nas próximas lutas.

— Estava um pouco nervoso, mas para mim, disputas por cinturão e lutas a casar não são coisas tão importantes para mim. O que importa é a jornada, lutar contra adversários duros e dividir o octógono com eles. É por isso que gosto de lutar, E a luta de hoje (sábado) foi ótima. Ainda tenho que trabalhar para aprender novas habilidades. Agora, precisarei de tempo para descansar e aproveitar o fato de que estou no UFC e tudo que isso traz. Vou levar o que aprendi nesta luta contra o Dominick para meus treinos e subir de nível, corrigir os erros e isso leva tempo,- afirmou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top