Ponte Preta

‘Sinto-me respaldo pela diretoria’, cita Moreno após revés da Ponte Preta

'Sinto-me respaldo pela diretoria', cita Moreno após revés da Ponte Preta
Crédito: Diego Almeida / AA Ponte Preta

Fábio Moreno garantiu estar respaldado pela diretoria executiva da Ponte Preta após derrota diante do Mirassol, na última quinta-feira à noite, no Estádio Moisés Lucarelli, pelo placar de 2 a 1.

Pressionado pela torcida por conta de três derrotas nas quatro últimas rodadas do Campeonato Paulista, treinador adotou discurso de confiança no trabalho realizado à frente da Macaca.

+ Ponte Preta é derrotada pelo Mirassol e empaca no Campeonato Paulista

“Não é uma derrota ou outra que vai tirar a confiança ou vai dizer se somos capazes ou não. Isso não existe no futebol, porque se fosse assim… nós cobramos um futebol de maior qualidade… se a cada derrota que tivermos a gente trocar uma comichão e trocar toda a estrutura, fica impraticável. Nos sentimos respaldado pela diretoria, sim. A gente se sente, principalmente, respaldado pelos jogadores. Todo mundo que acompanha o dia a dia sabe do bom ambiente e sabe da confiança que todos têm geral entre nós. Nós temos essa confiança mútua”, pontuou.

“Trabalhamos para o melhor e para melhoria. Sabemos das dificuldades que nós estamos enfrentando, mas cientes também da responsabilidade e da nossa capacidade. Eu, como bem disse na pergunta, eu não cheguei aqui por acaso. Eu me preparei. Eu percorri um longo caminho ao longo da minha vida para chegar aqui. É pena que pouca gente pode acompanhar o que fazemos no dia a dia, porque, com certeza, às vezes, o futebol tem acaso. Tentamos fazer o melhor”, emendou.

REPETECO

No tropeço frente o Mirassol, Ponte Preta apresentou, mais uma vez, problemas defensivos na bola parada e foi vazada logo no primeiro ataque do segundo tempo, assim como contra o Red Bull Bragantino.

“Tomamos um gol de bola parada assim em uma falha e, depois, um pênalti que acabou atrapalhando toda a nossa estratégia novamente. Foi assim no jogo passado. Foi assim até no jogo que vencemos contra o São Caetano. Quando tomamos gols assim muito fáceis, entre aspas, isso daí acaba prejudicando toda a nossa estrutura. A Ponte Preta é um clube sempre em muita ebulição. Procuramos dar tranquilidade para os atletas. Procuramos blindar desse externo que é muito forte e muito turbulento”, declarou.

“Na verdade, todo esse questionamento e toda essa celeuma que são produzidos no externo da Ponte Preta só prejudica a Ponte Preta. Não é nada produtivo. Ao longo da história, não se conseguiu nada com isso. A gente procura quebrar um pouco esse paradigma, quebrar um pouco essa série negativa de só achincalhamento e de só cobranças desmedidas. Então procuramos continuar com seriedade, com muita honestidade, olhando no olho um do outro aqui, se cobrando bastante e se cobrando ao máximo para que possamos melhorar e dar sequência no trabalho, que vai ser um trabalho muito produtivo, em breve”, fechou.

TABELA

Com derrota diante do Mirassol no Estádio Moisés Lucarelli, terceira em quatro jogos nesta temporada, Ponte Preta segue estacionada em dez pontos, na terceira colocação do Grupo B, atrás de Ferroviária (12).

Em busca de reabilitação, Macaca volta a campo no próximo domingo, 02 de maio, diante do Ituano, no Estádio Novelli Júnior, às 22h15, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top