Futebol americano

Stephon Gilmore não comparece em camp obrigatório dos Patriots

Gilmore Patriots
Fred Kfoury III/Icon Sportswire via Imago Images

O New England Patriots ganhou uma grande interrogação para a temporada 2021/22. O cornerback Stephon Gilmore não compareceu ao camp obrigatório e gera ainda mais dúvida sobre sua continuidade na franquia. Considerado um dos melhores nomes da liga na posição, o jogador ainda aguarda renovar o contrato e pode ser multado pela ausência nos treinamentos.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Durante toda a pré-temporada, o nome de Stephon Gilmore foi especulado para ser trocado. Em processo de renovação, os Patriots entendiam que o jogador pode ser útil, mas estavam dispostos a receberem ofertas em busca de reduzir o impacto salarial na folha de pagamentos. Com apenas essa temporada de contrato, Gilmore tem 16 milhões de dólares (R$ 81 milhões na conversão atual).

Como os Patriots não receberam nenhuma oferta vantajosa pelo cornerback, o jogador deveria ter se reapresentado para o camp obrigatório. Durante o mês de junho, a equipe iniciava as atividades no campo, mas sem obrigação dos atletas aparecerem. A partir desta segunda-feira, 14, todos os jogadores com vínculos vigentes devem se reapresentar em busca de começar a adequação física para setembro, quando acontecem os primeiros jogos.

Stephon Gilmore começou a carreira nos Bills, mas chegou foi nos Patriots que atingiu o ápice da carreira. Desde 2017, o cornerback virou um dos principais nomes da liga pela força física e o atleticismo dentro de campo. Em quatro temporadas em New England, o jogador foi eleito três vezes ao Pro Bowl, foi o jogador defensivo em 2019 e ganhou um Super Bowl.

Para 2021, os Patriots iniciaram um processo de busca por espaço na AFC. Depois de uma temporada muito abaixo, a franquia usou a free agency para contratar muitos jogadores e elevar o nível do elenco. Apesar de algumas perdas, muitos jogadores como Hunter Henry e Jonnu Smith chegaram para reforçar o time. Além deles, o Draft trouxe peças como Mac Jones e Ronnie Perkins, jovens de Alabama e que devem brigar por posições no time de Bill Belichick.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top