Atlético-MG

Tchê Tchê admite que não esperava jogar como primeiro volante e fala de erros: ‘Não estou feliz com isso’

Foto: Pedro Souza / Atlético

O volante Tchê Tchê foi a última contratação que o Atlético fez até o momento. O meia foi um pedido do técnico Cuca e chegou já causando polêmica, sendo titular já no clássico contra o Cruzeiro e também nos jogos da Libertadores. Ainda por cima, o jogador falhou nos dois últimos jogos, originando um gol e um pênalti para os adversários do Galo, mas disse que era focar mais para os erros não acontecerem de novo.

— Tudo muito rápido. A gente não tem muito tempo pra se adaptar. Não tenho problema em falar sobre esses pequenos erros, também tenho consciência de que fiz duas boas partidas, mas infelizmente os erros acontecem. Pode ter certeza de que não estou feliz com isso, sou um cara que me cobro muito e vou procurar focar, estar mais atento e se precisar dar um balão pra fora eu vou fazer isso.

Tchê Tchê também admitiu que o início dele no Galo não está fácil, mas que é um clube que ele sempre quis vestir a camisa e fará de tudo para dar o melhor. Ainda sobre as falhas recentes, disse que realmente precisava falar sobre, para não parecer que fugiu do assunto e também comentou como, no Brasil, as falhas são mais faladas do que os acertos:

— Sempre procuro fugir das polêmicas. Não está um início muito fácil pra mim, não tenho problema nenhum em falar sobre isso. Foi até bom eu vir aqui, às vezes as pessoas podem achar que ‘errou e está tudo bem’. Como disse, eu me cobro muito e pode ter certeza de que vou tentar não errar nada daqui pra frente. A gente está em uma profissão que no Brasil, infelizmente, as falhas são muito mais apontadas do que as coisas legais, mas não tem problema. Sei da cobrança e sei da pressão que é vestir a camisa do Atlético.

Outro ponto “polêmico” se dá pela posição que o meia está atuando nos jogos. Na apresentação no alvinegro, disse que não escolheu a camisa de número 5 pois não queria passar a imagem de que é um primeiro volante e nem se quer gostaria de atuar nessa posição. Mas nos últimos jogos, é justamente essa posição que ele vem atuando, no entanto, disse que não se importa e só quer ajudar.

De princípio não era algo que eu esperava, mas não tenho problema nenhum. O meio campo é qualificadíssimo, o plantel inteiro é muito qualificado, onde eu puder estar participando e ajudando.

O meia também comentou sobre o duelo contra o Cerro Porteño-PAR nesta terça (04), falando da importância do jogo e que espera um jogo duro. O Galo encara o time paraguaio às 19h15, no Mineirão.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top