Campeonato Carioca

Técnico do Rio São Paulo faz balanço da pré-temporada para a Série B1

FOTO: DIVULGAÇÃO
— Continua depois da publicidade —

Atual campeão da Série B2 do Campeonato Carioca, o Rio São Paulo está na reta final da pré-temporada para a disputa da B1. Apostando no planejamento e estrutura como trunfo na busca pelo acesso inédito à elite do futebol do Rio de Janeiro, o centro de treinamento Ninho da Águia, em Pedra de Guaratiba, é apontado como uma espécie de 12º jogador.

Em tempos de pandemia da Covid-19, o período de preparação foi menor para todos os clubes. Com isso, comissão técnica apostou na intensidade do trabalho como fator importante para ultrapassar algumas barreiras até a data da estreia. Campeão da B2, o técnico Palinha que segue no comando da equipe e faz um balanço positivo da pré-temporada da equipe.

— A pré-temporada é muito importante para o planejamento da competição que tem um alto nível técnico. Mesmo com todos os problemas que existiram nesse ano, em função da pandemia, conseguimos fazer um trabalho que foi dividido no primeiro momento para a parte física e técnica. Num segundo momento a parte tática, para que consigamos nos comportar bem nesses jogos, ainda mais com partidas quarta e sábado. O importante é equilibrar o trabalho de campo com o psicológico para que a gente consiga buscar o objetivo principal, que é o título acompanhado do acesso — disse Palinha.

Com uma competição longa e de alto nível técnico, a diretoria do Rio São Paulo mapeou o mercado e buscou nomes conhecidos na formação do elenco. Chegaram Yago, ex-Vasco, o zagueiro Patrick, que vem de duas temporadas no futebol português, o lateral Alex, com passagens por Flamengo, Botafogo e futebol holandês, entre outros atletas. Mas na visão do técnico Palinha, o planejamento traçado e a estrutura montada também são fatores decisivos para o sucesso no trabalho.

— A mudança da B2 para a B1 é enorme. A B1 tem quase o mesmo padrão da elite. Muitos jogadores que disputam a primeira divisão são contratados para jogar a B1 e isso eleva o nível, então a organização tem que ser melhor e ter atenção e foco o tempo todo. Com essa parada da Covid-19 vai ser um campeonato decidido não só dentro de campo, mas com o planejamento e estrutura externa na recuperação, fisiologia, fisioterapia, então isso valerá muito. O planejamento será ponto decisivo para decidir as equipes que vão subir — finalizou Palinha.

O Rio São Paulo ainda tem mais uma semana de preparação até a estreia na série B1 do Campeonato Carioca. A equipe enfrenta o Duque de Caxias, no próximo sábado (19), às 15 horas no estádio Marrentão, em Xerém.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo