Botafogo

Textor ressalta a importância de começar o trabalho o quanto antes: “estruturamos tudo para que o dinheiro entre no clube bem rápido”

Foto: Vitor Silva / Botafogo

O empresário John Textor concedeu entrevista a Botafogo TV, que foi divulgada nesta terça-feira (11), o norte-americano conversou sobre vários tópicos relacionados à SAF, as expectativas e próximos passos do projeto.

Sem entrar em detalhes de números e datas, o investidor deixou claro que o investimento a curto prazo será vital e espera que a torcida aprove.

– Fiz o que podia fazer para que o Jorge (CEO) pudesse levar isso ao presidente e ao clube. Creio que eles fizeram um ótimo trabalho em me deixar alerta sobre as expectativas deles. Concordei com muitos desses pedidos porque eram minhas expectativas também. Não dá para reconstruir esse clube e ir além da glória já conquistada sem um investimento significativo. Se você olhar os documentos vai ver que tudo o que os fãs queriam foi estruturado dentro do acordo. Espero realmente que eles se sintam assim. Tivemos um ótimo alinhamento desses interesses e agora o clube precisa votar. Nós estruturamos tudo para conseguirmos levantar dinheiro rapidamente porque tem coisas que precisamos fazer junto da SAF, referentes ao processo legal – afirmou Textor.

Após a assinatura do acordo vinculante sacramentado no último fim de semana, a venda das ações da SAF do Botafogo para a Eagle Holdings, empresa de John Textor irá para votação nesta quinta-feira (13) no conselho deliberativo do clube e na sexta pelos sócios proprietários em Assembleia geral.  O empresário deixou claro que a proposta é que o dinheiro entre com rapidez nos cofres do clube, pois é necessário que haja pressa no processo.

– A janela de transferências não muda para ninguém, ela é agora, o Estadual está começando agora, a temporada começa amanhã, então estruturamos tudo para que o dinheiro entre no clube bem rápido para que possamos tomar as decisões referentes aos jogadores, para que a transformação de um clube de Segunda Divisão para um de Primeira Divisão, e um clube de Primeira Divisão forte, aconteça agora. Isso não pode aguardar o processo legal. Agora está nas mãos do pessoal do clube – concluiu o investidor.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top