Guarani

Thales minimiza desgaste do Guarani: ‘Sequência de jogos faz melhorar’

Thales minimiza desgaste do Guarani: 'Sequência de jogos faz melhorar'

Thales minimizou o desgaste de jogos e viagens enfrentados pelo Guarani neste momento de Série B do Campeonato Brasileiro.

Prestes a enfrentar o Remo três dias após vencer a Ponte Preta, no Dérbi 200, Bugre tem o cansaço como um dos principais desafios no compromisso em Belém.

+ Thales exalta vitória do Guarani no Dérbi 200: ‘Impulsiona a pensar maior’

“A sequência de jogos faz tu melhorar. É claro que é desgastante, viagem e concentração. Realmente é desgastante, mas na sequência de jogos que a gente vai ter vai ser muito bom, porque a gente está em um momento bom. A equipe está se ajustando cada vez mais. Cada jogador está se conhecendo um pouco, porque entraram peças novas. Então eu acho que a sequência de jogos é muito importante para gente continuar evoluindo e continuar crescendo como equipe e como time”, disse o camisa 3, em coletiva de imprensa.

Um dos jogadores mais experientes do elenco dirigido por Daniel Paulista, Thales também respondeu a respeito do espírito de líder colocado em prática no Guarani.

“Que nem eu falo para alguns amigos e jogadores que me conhecem há pouco mais de tempo, eu não sou um líder só em alguns jogos específicos. Isso nasceu comigo. Eu sou assim todos os dias. Eu sou assim no treino. Eu sou assim nos jogos. Então não é especificamente no dérbi que eu vou falar um pouco mais ou gesticular um pouco mais. Eu sou assim todos os dias. Até alguns jogadores brincam comigo que eu acabo sendo chato, mas isso é de mim. Eu não tenho como tirar isso de mim. É o jeito que eu consigo jogar. É o jeito que eu me concentro para jogar”, afirmou.

“Então eu não ser de outro jeito. Eu não consigo jogar de outro jeito. Então é isso que eu faço e, claro, tento aprimorar o que eu tenho que aprimorar, porque você não pode estar gesticulando e, em todo momento, expondo o companheiro. Então tudo isso é aprendizado que a gente vem tendo durante toda a carreira e passando por times assim vai te dando mais experiência e vai te dando mais tato para estar conversando e auxiliando os companheiros”, prosseguiu.

Com cabeça no lugar, Thales, um dos mais elogiados pela torcida nas redes sociais depois do clássico campineiro, reconheceu cobrança e necessidade de corresponder em campo às expectativas criadas.

“É importante saber que a torcida nos apoia. Eu acho que, no Campeonato Paulista, a gente vinha bem também, mas o torcedor é muito crítico. A gente não tem o que fazer sobre isso, mas a gente trabalha para dar o nosso melhor. Eu acredito que, no Campeonato Paulista, a gente vinha dando o nosso melhor, só que, às vezes, as coisas acabam não acontecendo. Agora, graças a Deus, as coisas vêm acontecendo. A gente vem tendo resultados positivos. O nosso time vem se destacando por tudo aquilo que a gente trabalha, a nossa intensidade e a nossa marcação. Então eu acho que o nosso diferencial continua sendo a nossa intensidade”, contou.

“Eu acredito que, desde o Campeonato Paulista, a gente vem tendo isso, só que, hoje, é mais. A gente tem mais intensidade. A gente tem mais marcação. Então eu acredito que essa consolidação que a gente vem tendo é fruto de um trabalho, desde o Paulista, mas hoje se consolidando no Brasileiro com o Daniel. Hoje, vem trazendo coisas novas para gente. Então eu acredito que, com tudo isso que a gente tinha e tem de novo, fez a nossa equipe se tornar mais forte”, emendou.

DEFESA

Thales, por fim, enalteceu o trabalho desenvolvido pelo técnico Daniel Paulista, citou parceria com Carlão e projetou concorrência pela titularidade no sistema defensivo do Guarani na sequência de 2021.

“Independentemente de quem jogue, cada um sabe o que tem que fazer dentro de campo. O Daniel (Paulista) trabalha tanto o time titular como o time reserva do mesmo jeito. A gente faz trabalho iguais. Então todo mundo sabe o que tem que fazer quando entrar dentro de campo. O Ronaldo (Alves) e o Carlão são jogadores experientes. São jogadores que já têm uma rodagem dentro do futebol. Então, quando você joga com jogadores experientes, é muito mais fácil a comunicação para o outro companheiro fazer uma cobertura”, analisou.

“Então, independentemente de quem está jogando, fica muito fácil pela rodagem, pela maturidade e pela experiência de cada um. Eu acho que realmente é bem desgastante jogar, apresentar de novo e viajar, mas a gente, como jogador de futebol, já está acostumado com isso. A gente tem uma preparação física muito boa. A gente consegue se recuperar bem e consegue descansar. É claro que ainda um pouco desgastado do dérbi, mas a gente vai fazer o nosso melhor para se recuperar e para, na terça-feira, a gente dar o nosso melhor novamente”, arrematou.

O QUE VEM POR AÍ?

Reabilitado após duas rodadas sem vencer e com oito pontos conquistados, Guarani, na briga por vaga no G4, volta a campo na Série B do Campeonato Brasileiro nesta terça-feira, diante do Remo, a partir das 21h30, no Baenão, em Belém.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top