Copa do Brasil

Tiago Nunes fala sobre utilizar Lucas Silva e Thiago Santos juntos no Grêmio: ‘Se complementam’

Tiago Nunes Grêmio
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio empatou em 0 a 0 com o Brasiliense na tarde de hoje (10), no Estádio Boca do Jacaré. O resultado garantiu o tricolor nas oitavas de final da Copa do Brasil, já que o clube venceu a primeira partida por 2 a 0. Agora, os comandados de Tiago Nunes esperam o sorteio para saber quem será o adversário na próxima fase da competição.

Em entrevista coletiva após o jogo, Tiago Nunes respondeu algumas questões sobre a partida. O Grêmio teve uma atuação pragmática, o que garantiu a classificação sem sustos, mas não encantou a torcida. O técnico justificou o jogo burocrático da equipe devido as dificuldades apresentadas pelo adversário e gramado.

— As principais dificuldades passaram pela qualidade do gramado. Enfrentamos bons jogadores, que apostavam na bola parada, mas tivemos que nos adaptar a um gramado com pessimas condições. Isso muda a situação do jogo — disse.

Para saber tudo sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram.

Thiago Santos fez boa partida e foi elogiado por Tiago Nunes – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O técnico também foi questionado pela atuação de Jean Pyerre. O camisa 88 gremista fez um jogo apagado, sem conseguir auxiliar o time com sua qualidade técnica. Embora o jogador não tenha feito lances de perigo, Tiago Nunes saiu em defesa do meia.

— Jean traz alguns movimentos interessantes, o jogo de combinação mais curta não acontece com o gramado da maneira que estava. Se tem uma expectativa muito alta em relação a ele, mas na minha visão ele está indo bem — afirmou.

Para encerrar, Tiago Nunes foi questionado pela utilização de Lucas Silva e Thiago Santos atuando juntos. A escolha de dois volantes mais marcadores aparenta deixar o meio-campo gremista mais estático. O técnico defendeu a formação e relembrou boas atuações aos olhos dele que a dupla teve.

— Eles se complementam. São jogadores que tem condições de jogar juntos sim, tem que dar confiança para os jogadores, tranquilidade para eles trabalharem bem. Principalmente para colhermos frutos depois — encerrou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top