Olimpíadas

Tóquio #16: Brasill dá show no skate, se classifica no boxe, perde no vôlei masculino e no arremesso de peso

Tóquio #16: Brasill dá show no skate, se classifica no boxe, perde no vôlei masculino e no arremesso de peso
FOTOS: GASPAR NÓBREGA/COB / WANDER ROBERTO/COB / WAGNER CARMO/CBAT / WANDER ROBERTO/COB

Esta quinta-feira (5) foi um dia cheio de alegrias, boas histórias e algumas derrotas nos Jogos Olímpicos de Tóquio para os brasileiros. Mas ainda há feitos inéditos também feitos em outros países em outras modalidades. Tudo o que aconteceu neste 16º dia de Olimpíadas você confere agora no Resumão Olímpico do Esporte News Mundo.

Pedro Barros conquistou a terceira prata do Brasil no skate olímpico

O Brasil conseguiu a sua 3ª medalha de prata nas competições olímpicas de skate: Pedro Barros conseguiu uma nota 86.14, logo na sua 1ª volta e garantiu mais uma prata para o Brasil. O australiano Keegan Palmer, de apenas 18 anos, fez duas voltas absurdas, somando 94.04 e 95.83, conquistando o ouro com sobras. O norte-americano Cory Juneau completou o pódio.

Luizinho, 3º colocado do ranking mundial, chegou na final com a melhor volta das eliminatórias, um 84.31, mas viu a sua marca ser destruída logo na primeira volta de Keegan Palmer, da Austrália, que conseguiu um 94.04. Depois dessa volta do australiano, que foi o 4º a se apresentar, Pedro Barros, que está logo atrás de Luizinho no ranking, assumiu a vice-liderança com 86.14 e também não foi alcançado.

Pedro Quintas, 10º no ranking mundial, não conseguiu uma volta limpa na final e ficou na 8ª colocação, enquanto Keegan Palmer conseguiu o que parecia impossível, aumentou a própria nota na sua última volta.

Luizinho bem que tentou buscar a medalha e teve uma volta impressionante, mas caiu na última manobra. A volta era tão forte, que mesmo com a queda, o brasileiro fez mais de 80 pontos. Na última volta, ele repetiu a linha da classificatória, mas não finalizou com perfeição a última manobra e teve uma nota um pouco menor, 83.14, insuficiente para o bronze.

Com a medalha de Pedro Barros, o Brasil agora tem 4 ouros, 4 pratas e 8 bronzes na Olimpíada e com as medalhas já garantidas do boxe e do futebol, precisa de apenas mais um pódio para igualar o total de medalhas conquistadas no Rio de Janeiro, em 2016.

Bia Ferreira e Hebert Conceição se classificam no boxe

Bia Ferreira vai disputar o ouro no boxe na categoria até 60kg. Ela lutou na madrugada desta quinta-feira com a finlandesa Mira Potkonen e venceu por decisão unânime dos juízes.

Ao se classificar, Bia entrou para a história a ser a primeira mulher a disputar uma final de boxe em uma Olimpíada. Com a prata garantida, a pugilista vai enfrentar irlandesa Kellie Anne Harrington.

Também nesta madrugada, Hebert Conceição controlou as ações diante do russo Gleb Bakshi na Kokugikan Arena, em Tóquio, e avançou para a final da categoria até 75kg no boxe masculino. Agora, o brasileiro enfrenta o ucraniano Oleksandr Khyzhiniak na final, na madrugada do próximo sábado (7), às 14h45 (Brasília). O baiano lutou muito, dominou os dois primeiros rounds, controlou o terceiro e venceu por decisão dividida.

Vôlei: Brasil perde para o Comitê Olímpico Russo e vai disputar o bronze

O Comitê olímpico Russo venceu a Seleção Brasileira Masculina de Vôlei por 3 sets a 1. A partida, válida pelas semifinais das Olimpíadas de Tóquio 2020, teve parciais de 25/18, 21/25, 24/26 e 23/25. Com o resultado, o Brasil espera o confronto entre França e Argentina para saber quem será o oponente na disputa pela medalha de bronze.

Agora, o Brasil enfrenta a Argentina para saber contra quem irá disputar o bronze, no próximo sábado (7), às 1h30 da manhã (horário de Brasília). O Comitê Olímpico Russo enfrenta a França valendo a medalha também no próximo sábado, às 9h15 (horário de Brasília).

Com parciais de 25/22, 25/19 e 25/22, o triunfo Francês teve dois grandes destaques. Um deles foi o ponteiro Trévor Clevenot, que anotou 14 pontos. O maior pontuador do jogo, porém, foi o oposto Jean Patry, que anotou 15 pontos e garantiu sua equipe na busca pelo o ouro inédito.

Darlan Romani termina em quarto no arremesso de peso e Ryan Crouser leva o ouro

O norte-americano Ryan Crouser novamente conquistou a medalha de ouro no arremesso de peso e manteve o nome no topo da categoria. O brasileiro Darlan Romani ficou próximo do pódio, ao terminar na quarta posição.

Para ficar informado sobre tudo que acontece nos Jogos Olímpicos de Tóquio, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Canoagem

As finais da canoagem velocidade aconteceram nesta quinta, e na categoria C-1 200m – feminino a atleta americana Nevin Harrison, que tem 19 anos, ficou em primeiro lugar e ganhou medalha de ouro. Ela entrou para a história pois foi a primeira mulher a ganhar ouro em uma corrida de 200 metros. 

Boxe até 57kg

Se no peso até 75kg não deu, na categoria até 57kg o Comitê Russo conseguiu a medalha de ouro. Na madrugada desta quinta, o russo Albert Batyrgaziev bateu o norte-americano Duke Ragan e garantiu a medalha de ouro do boxe peso pena masculino. A disputa aconteceu na Kokugikan Arena, em Tóquio.

Minutos após a vitória de Hebert Conceição, que o colocou na final da categoria até 75kg, o russo Albert Batyrgaziev deu motivos para o Comitê Russo sorrir, ao bater por decisão unânime o norte-americano Duke Ragan e garantir o ouro na categoria até 57kg do boxe.

A luta foi decidida pelos juízes, uma vez que nenhum dos dois lutadores conseguiu um nocaute que acabasse o confronto antes do gongo final, após os três minutos do terceiro e último round.

Saltos ornamentais

Com apenas 14 anos, a chinesa Hongchan Quan deu um show e garantiu a medalha de ouro nos Saltos Ornamentais, no Centro Aquático de Tóquio, na madrugada desta quinta. Quan conseguiu nota 10 no último salto, o que garantiu seu primeiro lugar, à frente da compatriota Yuxi Chen, de apenas 15 anos de idade. A australiana Melissa Wu ficou com o bronze, a alguma distância.

Marcha atlética

Após mais de uma hora, o italiano Massimo Stano conquistou o ouro na Marcha Atlética nas Olimpíadas de Tóquio, no Sapporo Odori Park. A competição aconteceu na madrugada desta quinta. O italiano aumentou o ritmo a partir da segunda metade da prova, alcançou o chinês Kahiwa Wang e terminou em primeiro lugar, com o tempo de 1:21:05. O brasileiro Caio Bonfim terminou na 13ª posição, com o tempo de 1:23:21.

Quem chegou perto de tirar o ouro do italiano foi o japonês Koki Ikeda, que ficou apenas nove segundos atrás, seguido do seu compatriota Toshikazo Yamanishi, que é o líder do ranking mundial na modalidade.

Ciclismo

O ciclismo de pista dos Jogos Olímpicos de Tóquio deu duas medalhas. As provas do keirin feminino e do omnium masculino coroaram seus campeões no Vélodromo de Izu.

Shanne Braspenninckx, da Holanda e Matthew Walls, da Grã-Bretanha, puderam comemorar ao vencer as respectivas categorias e levar para casa a tão sonhada medalha de ouro.

Futebol feminino

Estados Unidos e Austrália se enfrentaram na manhã de hoje, para disputar o bronze das Olimpíadas de Tóquio 2020. Em um jogo com muitos gols, a partida terminou com a vitória das norte-americanas por 4 a 3. Os gols foram marcados por Rapinoe (2x) e Lloyd (2x). Já para as Matildas, Kerr, Foord e Gielnik descontaram.

Tênis de mesa

O tênis de mesa por equipes feminino decidiu a nação campeã nesta quinta, com o duelo entre China e Japão. Duas potências do esporte decidem mais uma vez um título importante.

E a China mostrou mais uma vez sua força no tênis de mesa. O time venceu a equipe japonesa por 3 a 0, sem precisar dos confrontos finais, para vencer pela quarta vez o certame.

Atletismo

O bahamense Steven Gardiner conquistou a primeira medalha de Bahamas nos Jogos Olímpicos de Tóquio na prova dos 400m, enquanto o brasileiro Felipe dos Santos terminou na 18ª posição na final do decatlo.

Na primeira final da manhã, Katie Nageotte, dos Estados Unidos, saltou 4m90 para garantir a medalha de ouro. Anzhelika Sidorova, do Comitê Olímpico Russo, e Holly Bradshaw, da Grã-Bretanha, saltaram 4m85 e completaram o pódio, com a atleta russa ficando com a prata pelos critérios de desempate.

Polo Aquático

Com bons desempenhos e partidas equilibradas, Estados Unidos e Espanha conseguiram vencer, respectivamente, o Comitê Olímpico Russo e a Hungria, e garantiram uma vaga na grande disputa pelo ouro. Confira a seguir um resumo das partidas e os resultados finais de cada etapa do polo aquático feminino.

Os resultados confirmados configuram a grande disputa por medalha no polo aquático feminino nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Na briga pelo bronze, Hungria e Comitê Olímpico Russo se enfrentarão no sábado, 01h40 pelo horário de Brasília. Já Espanha e Estados Unidos entram na água às 04h30 do mesmo dia, em busca do lugar mais alto do pódio.

Beisebol

Os Estados Unidos venceram por 7 a 2 a Coreia do Sul pela semifinal do beisebol, dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A partida foi realizada no Estádio de beisebol de Yokohama. Agora os Estados Unidos terão pela frente o Japão, que garantiu vaga após avançar na outra semifinal, realizada na última quarta-feira (4).

Luta olímpica (wrestilg)

A luta olímpica (wrestling) contou com três finais na manhã desta quinta, nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A japonesa Risako Kawai conquistou o ouro no estilo livre até 57kg, enquanto o norte-americano David Taylor e o russo Zavur Uguev ficaram no lugar mais alto do pódio nas disputas masculinas.

Na categoria até 57kg masculino, o russo Zavur Uguev derrotou Kumar Ravi, da Índia por 7 a 4 e garantiu mais um ouro para o Comitê Olímpico Russo. A delegação russa soma 16 medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos, enquanto a equipe indiana conquistou a quinta medalha.

Mais tarde, o norte-americano David Morris Taylor venceu o iraniano Hassan Yazdanicharati para ficar no lugar mais alto do pódio. Hassan venceu o primeiro período por 1 a 0, mas acabou derrotado, de virada, por 4 a 3 e ficou com a prata.

Escalada

Na primeira final da história da escalada em Jogos Olímpicos, o jovem espanhol Alberto Gines Lopez, de apenas 18 anos, superou o tcheco Adam Ondra, detentor de 11 medalhas mundiais e grande favorito ao título, e conquistou o primeiro ouro olímpico da modalidade. Na disputa, a prata ficou com o estadunidense Nathaniel Coleman e o bronze foi para o austríaco Jakob Schubert.

Basquete masculino

Estados Unidos e França eliminaram Austrália e Eslovênia, respectivamente, e voltam a se enfrentar na competição, agora na final. As partidas foram realizadas na popular Saitama Arena, casa do basquete na competição. A final está marcada para a próxima sexta-feira (6), às 23h30 (horário de Brasília).

Handebol

A medalha de ouro do handebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio será decidida entre França e Dinamarca. Hoje, as equipes venceram seus jogos de semifinal e carimbaram a vaga para a grande decisão olímpica.

Karatê

Pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos o karatê fez parte da competição, e a estreia da modalidade aconteceu entre a noite dessa quarta-feira (4) e a manhã de hoje, nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

KATA – FEMININO

Primeira categoria a entrar em ação, o kata feminino teve início ainda na noite de quarta-feira (04), com a fase eliminatória. Após muita disputa, as decisões ficaram para as duas disputas pelo bronze e a grande final.

Na primeira disputa pelo bronze, Mo Sheung Grace Lau, de Hong Kong, e Dilara Bozan, da Turquia protagonizaram um duelo bastante equilibrado, que terminou com uma vitória de Lau por uma diferença de apenas 0.42 ponto. Já a segunda disputa pelo bronze, entre a italiana Viviana Bottaro e a estadunidense Sakura Kokumai, foi um pouco menos apertada, terminando em uma vitória de Bottaro por pouco mais de um ponto.

A grande final foi, sem dúvidas, a disputa mais equilibrada. Empatadas na performance técnica, a espanhola Sandra Sanchez superou a japonesa Kiyou Shimizu por apenas 0.18 ponto na performance atlética, garantindo assim a primeira medalha de ouro da história do karatê nos Jogos Olímpicos.

KUMITE – FEMININO ATÉ 55KG

No kumite feminino até 55kg as eliminatórias tiveram início ainda na noite de quarta-feira (04), deixando as semifinais e a grande final para a manhã desta quinta-feira (05). No primeiro confronto da semi, Ivet Goranova, da Bulgária, e Bettina Plank, da Áustria, protagonizaram um embate extremamente equilibrado, empatado até os minutos finais, quando Goranova aplicou um yuko na oponente e conseguiu garantir a vitória por 4 a 3. O equilíbrio se manteve na segunda semifinal, entre Anzhelika Terliuga, da Ucrânia, e Tzuyun Wen, do Taipé Chinês. Com um ippon e um yuko para cada lado, a disputa teve de ser decidida por hantei (votação dos árbitros auxiliares), e a atleta ucraniana levou a melhor.

KUMITE – MASCULINO ATÉ 67KG

No kumite masculino até 67kg as eliminatórias também tiveram início ainda na noite de quarta-feira (04), restando as semifinais e a grande final para a manhã desta quinta-feira (05). No primeiro embate da semi, o atleta Darkhan Assadilov, do Cazaquistão, enfrentou o francês Steven da Costa, que com um waza-ari e um ippon conseguiu somar cinco pontos, derrotando o seu oponente que havia marcado somente um waza-ari (dois pontos). Já na segunda semi, o turco Eray Samdan conseguiu aplicar dois yukos em Abdel Rahman Almasatfa, da Jordânia, terminando o combate com o placar de 2 a 0 a favor da Turquia.

Na grande decisão, França e Turquia disputaram o primeiro ouro da categoria, e o atleta francês não se intimidou. Com um ippon e um waza-ari, Steven da Costa venceu Eray Samdan por 5 a 0, se consagrando campeão olímpico do karatê.

Vôlei de praia

Na noite da última quarta-feira e manhã desta quinta-feira, aconteceram as semifinais do Vôlei de Praia, que garantiram Estados Unidos x Austrália na final feminino; e Noruega x Comitê Russo no masculino, dos jogos Olímpicos de Tóquio. As partidas foram realizadas no Centro Esportivo Shiokaze Park, casa da modalidade na competição. 

As finais do vôlei de praia estão marcadas para dias separados. A final e a disputa do bronze no feminino será na noite desta quinta-feira (5) no horário de Brasília. Às 22h a bola vai subir para a disputa do Bronze entre Anouk Depre e Joana Heidrich (Suíça) X Tina Graudina e Anastasija Kravcenoka (Letônia). Às 23h30 teremos a final entre April Ross e Alix Klineman (Estados Unidos) X Marafe Solar e Taliqua Clancy (Austrália). 

Já no masculino, a final e o bronze do vôlei de praia serão disputados na noite da próxima sexta-feira (6) no horário de Brasília. Às 22h terá Martins Plavins e Edgars Tocs (Letônia) X Cherif Younousse e Ahmed Tijan (Qatar). Às 23h30 teremos a bola sobe para final entre  Anders Mol e Christian Sorum (Noruega) X Viacheslav Krasilnikov e Oleg Stoyanovskiy (Comitê Russo).

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top