Lutas

UFC 270 terá mudança em protocolo de Covid-19 para lutadores vacinados

Neste sábado (22), ocorre o UFC 270, em Anaheim (EUA). E o evento virá com uma novidade diante das várias alterações de protocolos referentes à Covid-19 para lutadores, segundo o site MMAFighting.

Um memorando enviado para todos os envolvidos nas lutas do Ultimate decretou que lutadores e treinadores, além de pessoas responsáveis pelos córneres não serão mais testados para o coronavírus na semana da luta se conseguirem enviar qualquer certificado que comprove que tenham passado pelo esquema vacinal completo.

LEIA TAMBÉM

+ Por equipe própria, Amanda Nunes encaminha saída da American Top Team

+ Khamzat Chimaev pede luta conta Gilbert Durinho no Rio e provoca: “Sou mais brasileiro que ele”

Estes certificados tem que ser enviados previamente ao UFC ou tem que ser mostrados no hotel e que as equipes forem instaladas para o evento. Para os que comprovarem suas respectivas vacinações completas, só serão testados antes de viajarem para os EUA.

Quem não enviar à organização documentos que comprovem a vacinação, terão que passar por testes na semana do evento. Nos protocolos do Ultimate, quem não tiver se vacinado contra a Covid-19 e chegar à Anaheim entre até esta quarta-feira (19) terão que ser testados duas vezes, uma na chegada ao hotel e outra na quinta-feira (20). Os que chegarem na quinta terão apenas que se testar ao chegarem ao local onde ficarão antes do UFC 270.

Apesar da redução das restrições no caso de testes para vacinados, o Ultimate ainda obrigará qualquer pessoas que estiverem envolvidas ou espectadores a usar máscaras na região do octógono, nos bastidores e na pesagem, independentemente de terem se imunizado ou não.

A arena que sediará o UFC 270 (Honda Center) também tem o protocolo de que qualquer pessoa que for assistir às lutas comprovar vacinação (desde que a última dose tenha sido há 14 dias) ou testes negativos para a Covid-19, 24 horas antes para o antígeno e 48 horas para o PCR.

O evento terá Francis Ngannou e Cyril Gane lutando pelo cinturão dos pesados e o brasileiro Deiveson Figueiredo fazendo a trilogia com Brandon Moreno pelo título peso-mosca.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top