Lutas

UFC 274: Charles do Bronx finaliza Gaethje, mas fica sem o cinturão

Divulgação/Instagram Oficial UFC

Charles do Bronx venceu mas não levou. O brasileiro fez neste sábado (7) a luta principal do UFC 274, contra o americano Justin Gaethje, sobreviveu a duas pauladas do rival e ainda conseguiu a finalização no primeiro round.

No entanto, por conta de não ter batido o peso para a luta, perdeu o cinturão dos leves e este segue vago mesmo com o triunfo do ex-campeão. Apenas o americano poderia vencer o título na luta.

LEIA TAMBÉM

+ Bellator: Ryan Bader vence Cheick Kongo de forma dominante e segue campeão dos pesados

A luta

Gaethje foi logo pra cima mas levou uma direita do brasileiro em resposta. A luta começa em passo frenético e um upper do americano derruba o brasileiro para depois atingir com um cruzado e botar o brasileiro no chão. Mas para fugir do jogo de jiu-jítsu do ex-campeão, ‘The Highlight’ prefere a luta em pé.

O ritmo do combate cresce e o brasileiro procura seu melhor jogo. Um chute voador passa perto, mas uma sequência de chute baixo e direto de direita botam o rival para baixo. Se o americano não quis ir para a luta de chão, do Bronx adorou a chance de ir para o tão amado grappling que lhe deu muitas de sua vitórias na carrera.

Foi só pegar as costas, acertar o mata-leão e forçar os três tapinhas de Gaethje para que o brasileiro vencesse o main event do UFC 274 por finalização. Pena que o triunfo não renderá a Charles do Bronx o título por ter falhado no corte de peso, mas deu ao paulista sorrisos e alegria depois do perrengue passado na pesagem

– Deixa eu avisar uma coisa aqui: o campeão se chama Charles Oliveira. Deixa eu mandar um recado pra essa divisão, eu sou um problema para essa divisão. Olha esse time aí! Eu sou iluminado. O campeão está aqui, eu bati o peso na quinta-feira. Dana White, você não me disse qual é o nome, e você me disse que eu poderia escolher um nome. Então… Conor McGregor, vai vir ou vai correr? – disse o brasileiro.

Luta sem emoção dá cinturão dos palhas à Carla Esparza

Rose Namajunas colocou o cinturão dos palhas em disputa contra Carla Esparza no co-main event do UFC desta noite em revanche do duelo que premiou a primeira campeã da categoria, na qual Esparza levou a melhor.

Uma luta que prometia muito acabou começando abaixo do esperado com as duas pouco se engajando nos golpes durante a maior parte da primeira parte da luta. Namajunas teve um pouco mais de volume para conseguir conectar alguma coisa.

O panorama seguiu no segundo round, com pouco engajamento ofensivo e muito estudo e controle de distância. No final desta parte, até houve um chute frontal de ‘Thug Rose’, que não foi contundente o bastante. A desafiante buscou mostrar força no terceiro round e partiu para o ataque, mas também sem sucesso,

Uma tímida troca de jabs e uma sequência de jab e direto de Namajunas foi tudo o que marcou este round. A luta começou a ter um pouco mais de emoção no quarto round quando Esparza derrubou Namajunas e aproveitou tentativa de escapada para pegar as costas da campeã, sem sucesso, Os golpes começaram a sair mais e novamente uma queda boa da desafiante nos minutos finais

Foi apenas no quinto round que Namajunas se soltou mais e buscou algum ataque, mas sem ir com maior força. A desafiante manteve algum controle, mas quase foi derrubada no fim. Ao final, a ‘Cookie Monster’ acabou levando a melhor novamente na revanche para virar novamente a dona do cinturão dos palhas.

Michael Chandler ‘encarna’ Anderson Silva e nocauteia Tony Ferguson

Uma das lutas mais aguardadas do UFC 274 envolveu dois lutadores que precisavam muito vencer, Michael Chandler e Tony Ferguson. A luta já prometia ser emocionante pelo estilo brigador de ambos e entregou tudo isso e mais um pouco.

O combate começou morno, mas um belo direto de esquerda de Ferguson fez Chandler bater e voltar no chão. O ritmo ficou mais forte e uma queda acabou fazendo ambos irem com tudo o que podiam para machucar o rival no chão. As cotoveladas de ‘El Cucuy’ apareceram e o ex-campeão do Bellator respondeu na mesma moeda.

Mas bastou iniciar o segundo round e ‘Iron’ mostrou porque é um dos grandes nomes da divisão dos leves. Um chute frontal ao melhor estilo ‘Anderson Silva’ no ex-campeão interino foi o suficiente para derrubar e decretar a vitória de Chandler por nocaute, se reabilitando após duas derrotas. Já Ferguson chega ao quarto tropeço consecutivo e começa a ver as chances de ter o cinturão ainda mais distantes.

Shogun tem boa performance, mas perde revanche para St. Preux

Uma das maiores lendas do MMA, Maurício Shogun encarou neste sábado Ovince St. Preux numa revanche que esperou anos para ser realizada enfim. Na primeira luta, o brasileiro perdeu o duelo com um nocaute em apenas 34 segundos.

O duelo do UFC 274 logo se mostrou diferente com o brasileiro conseguindo ir mais para cima no começo do combate. O primeiro round se iniciou estudado, mas logo Shogun e o haitiano começaram a buscar se soltar mais na trocação, com os chutes de ‘OSP’ mais certeiros.

O ex-campeão do UFC e lenda do Pride usou dos chutes baixos no segundo round para procurar ditar o ritmo da luta. A estratégia rendeu resultado, com o controle passando a ser feito pelo brasileiro. Mas logo St. Preux se soltaria e também partiria nos chutes e socos para responder às investidas do curitibano.

O haitiano chegou a buscar a queda no início do terceiro round, mas Shogun defendeu bem o takedown. Ainda havia investimento nos chute por parte do brasileiro, mas o rival logo começou a voltar a soltar os golpes. A luta era equilibrada, mas não empolgava aos fãs, que até soltaram vaias. Ao final, os juízes enxergaram que ‘OSP’ foi melhor e lhe deram a vitória.

Francisco Massaranduba ‘salva’ Brasil no card preliminar

Outros seis representantes do Brasil subiram ao octógono do card preliminar do UFC 274. E apenas um, Francisco Massaranduba, conseguiu deixar o cage com a mão levantada e saboreando a vitória.

O piauiense de 43 anos enfrentou o britânico Danny Roberts e teve uma grande performance na luta. Usando bem a trocação, Massaranduba pegou com muitos bons golpes e chegou a ter a chance até de finalizar a luta no segundo round, mas não conseguiu. Ainda assim, o volume e precisão dos socos e chutes do brasileiro foram suficientes para levar para casa mais uma vitória.

Os outros brasileiros e brasileiras não tiveram a mesma sorte. Norma Dumont fez uma luta dura contra Macy Chiasson e acabou derrotada por esta na decisão dividida dos juízes. Marcos Pezão, por sua vez, teve suas chances num confronto equilibrado contra Blagoy Ivanov, com o búlgaro levando a vitória,

Melissa Gatto não resistiu à pressão de Tracy Cortez e acabou perdendo a primeira luta em sua carreira para a americana. O estreante Kleydson Rodrigues também saiu do cage derrotado, este por C.J. Vergara em decisão dividida. A primeira lutadora do Brasil na noite, Ariane Sorriso, perdeu seu duelo para a mexicana Lupita Godinez

Resultados UFC 274 – Do Bronx x Gaethje

Card principal

Charles do Bronx venceu Justin Gaethje por finalização (3:23 do R1) – Cinturão dos leves continua vago. Do Bronx não poderia conquistá-lo por não ter batido o peso

Carla Esparza venceu Rose Namajunas por decisão dividida dos juízes – Esparza é a nova campeã dos palhas

Michael Chandler venceu Tony Ferguson por nocaute (0:17 do R2)

Ovince St. Preux venceu Maurício Shogun por decisão dividida dos juízes

Randy Brown venceu Khaos Williams por decisão dividida dos juízes

Card preliminar

Francisco Massaranduba venceu Danny Roberts por decisão unânime dos juízes

Macy Chiasson venceu Norma Dumont por decisão dividida dos juízes

Brandon Royval venceu Matt Schnell por finalização (2:14 do R1)

Blagoy Ivanov venceu Marcos Pezão por decisão unânime dos juízes

André Fialho venceu Cameron VanCamp por nocaute (2:35 do R1)

Tracy Cortez venceu Melissa Gatto por decisão unânime dos juízes

C.J. Vergara venceu Kleydson Rodrigues por decisão dividida dos juízes

Lupita Godinez venceu Ariane Sorriso por decisão unânime dos juízes

Journey Newson venceu Fernie Garcia por decisão unânime dos juízes

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top