Lutas

Kamaru Usman afirma que irá enfrentar campeão mundial de boxe em setembro

Divulgação/Instagram Oficial UFC

A onda dos lutadores de MMA se aventurarem no boxe ganhou mais um adepto. Agora é o campeão dos meio-médios do UFC, Kamaru Usman, quem afirma que está negociando para subir aos ringues em 2022.

Em entrevista ao TMZ, o nigeriano declarou que pretende lutar contra o mexicano Saúl ‘Canelo’ Álvarez, um das maiores estrelas da atualidade na nobre arte, em setembro. Isto depois de uma planejada luta para defender seu cinturão do Ultimate em julho, diante do inglês Leon Edwards.

– Em 2022, pretendo chocar o mundo. Em julho, na Semana Internacional da Luta, irei enfrentar Leon Edwards. Se Deus quiser, se eu vencer o Leon, em setembro, no dia da Independência Mexicana (comemorado no dia 16), eu vencerei Canelo Álvarez – disse Usman.

LEIA TAMBÉM

+ ‘Não’ a Rafael dos Anjos faz Makhachev perder chance de lutar por cinturão no UFC

Assim como a praticamente unanimidade dos lutadores de MMA que almejam o boxe, o desafio tem mais a ver com o bolso do que realmente se testar e até começar uma carreira nos ringues. O campeão do UFC afirmou que a luta contra ‘Canelo poderia ser a maior bolsa que poderia saber.

– O boxe está morrendo e, no fim das contas, todo mundo quer ser entretido certo. E o que seria melhor quando os dois melhores peso-por-peso se encontram? Ele vive falando sobre dinheiro e dinheiro… seria a maior bolsa que se pode receber. Eu entendo que, quando o pagam, ele recebe bem. Mas ao lutar comigo, ele receberá a maior bolsa da vida dele, de milhões – afirmou o nigeriano.

Seria a primeira empreitada de Kamaru Usman no mundo do boxe. Mesmo sendo um wrestler de origem e sem ser um expoente da trocação, o campeão do UFC confia em suas chances de vencer um dos astros dos ringues.

– Me vejo vencendo esta luta, e acho que as pessoas não conseguem perceber isto. Muitas pessoas, só porque não conseguem fazer, querem te botar para baixo, te dizer que você não consegue fazer isso ou aquilo. Tudo pode não ser feito até que seja. Então, todo mundo vai falar que não posso porque ele é bom, é forte e sabe lutar. Diziam a mesma coisa sobre o Tyron Woodley, que ele grande, rápido, explosivo e tem mão pesada. E o que aconteceu? Eu disse que eu iria o dominar por cinco rounds e o fiz. Eu não tentaria se eu não soubesse que poderia fazer – comentou o campeão do Ultimate.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top