e-Sports

Valorant: Stars Horizon e Havan Liberty seguem no VCT Game Changers

Foto: reprodução/Riot Games

As equipes vencedoras se confrontam amanhã na chave inferior do VCT Game Changers

O confronto desta sexta-feira (18) foi entre os times da Lower Bracket. A Stars Horizon precisou disputar os três mapas contra a Vivo Keyd Athenas para garantir a sua permanência no VCT Game Changers. Enquanto a Havan Liberty fez dois confrontos tranquilos contra a Griffos E-Sports

O primeiro jogo do Lower Bracket no VCT Game Changers foi entre a Vivo Keyd Athenas e a Stars Horizon, a disputa foi em Bind, mapa de escolha da Athenas, que conseguiu garantir a disputa apertada. Os times não abriram grandes diferenças no placar, empatando e fazendo viradas a todo o momento. Mas na mudança de lados, a VK conseguiu bons retakes e garantiu o primeiro ponto para a organização.

A segunda partida também foi bem disputada, a Vivo Keyd Athenas ficou muito próxima de fechar o placar e seguir no jogo, mas a Stars Horizon conseguiu virar a partida e levar a decisão para o terceiro mapa, depois do overtime. O terceiro mapa, Haven, trouxe mais um confronto sem deixar em aberto quem seria a grande vencedora, a Vivo Keyd Athenas terminou mais uma vez a primeira metade em vantagem, porém deixou a Stars Horizon passar a frente, diferente da equipe adversária, o time não perdeu o ritmo e fechou o terceiro mapa, garantindo a continuação no VCT Game Changers. 

Após o confronto entre a Vivo Keyd Athenas e a Stars Horizon, que precisou dos três mapas, foi a vez da Havan Liberty enfrentar a Griffos E-Sports. Ascent foi a primeira seleção e teve a primeira metade totalmente dominada pela equipe de defesa, Havan Liberty, entretanto, após a mudança de lados a Griffos E-Sports se aproximou bastante da adversária, porém não o suficiente para marcar o primeiro ponto no placar.

Em Icebox, a Griffos E-Sports começou melhor e parecia ter uma chance de levar o jogo ao terceiro mapa, entretanto, a Havan Liberty não demorou para tomar o controle, não deixando que a equipe adversária marcasse no placar. A Havan terminou a primeira metade com uma grande vantagem, ficando tranquila para fechar o mapa no segundo tempo de jogo.

Stars Horizon (2) x (1) Vivo Keyd Athenas

Line-up SH: consul, mindle,BEAR, moonnnn e hannabacon

Line-up VK: Dani, antG, Biazik, Aninha e isla. 

Bind (SH 8 x 13 SH)

A primeira seleção de mapa começou com a Vivo Keyd Athenas no lado atacante e a Stars Horizon no lado defensor e quem levou a melhor foi a SH. A Athenas tentou realizar o plant no spike side A, mas perdeu algumas jogadoras, preferindo realizar a rotação. A spike foi para o chão no ponto B, mas a SH garantiu o retake e a finalização da equipe adversária. 

Para entrar na rodada seguinte a Vivo Keyd fez um forçado, deixando ambas as equipes com Spectres, com o armamento igual, a VK conseguiu empatar o jogo, fazendo a virada no round seguinte e depois pontuando mais uma vez, abrindo uma singela vantagem no placar. O empate logo veio, depois que a Stars Horizon conseguiu abrir dois pontos no placar.

O jogo seguiu bem apertado, nenhum time abriu largas vantagens, a todo tempo uma passava a frente, mas em seguida a equipe adversária empatava. Sendo assim, a primeira parte do jogo terminou em 7 a 5 para a Vivo Keyd Athenas. 

No round pistol, após a mudança de lados, a VK voltou a pontuar depois que “BEAR” (Sova) ficou sozinha contra duas adversárias, com a sua flecha ela conseguiu levar “Aninha” (Sage) que estava defusando, mas acabou finalizada pela “isla” (Reyna) que ainda estava com tempo e conseguiu defusar a spike. O ponto seguinte também foi da VK, mas a SH logo reagiu e chegou perto do empate, realizando plants e impedindo o retake. Porém, depois de se aproximar do empate a equipe parou de pontuar, deixando a VK se aproximar do fim do placar. Assim sendo, depois que a “BEAR” (Sova) conseguiu realizar o plant no ponto B, a equipe da Vivo Keyd Athenas fez a rotação pelo portal, conseguindo entrar na área de plant, “mindle” (Raze) e “consul” (Omen) ainda estavam vivas, mas muito longe para impedir o desarme pelas mãos da “Dani” (Brim), que garantiu o último ponto para a equipe. 

Ascent (SH 15 x 13 VK)

Em Ascent, mapa de escolha da Stars Horizon, quem abriu o placar com vantagem foi a equipe adversária, Vivo Keyd Athenas, que fez quatro pontos no lado atacante. O primeiro ponto da SH veio após a vantagem numérica da equipe, a spike do time adversário já estava no chão, mas elas não conseguiram garantir a defesa, deixando que a SH fizesse o retake e defusasse. 

Ainda na primeira parte do jogo a SH conseguiu ir se aproximando, utilizando de pausa tática para alinhar a defesa de Ascent. A equipe conseguiu empatar o jogo em 5 a 5, mas deixou a VK pontuar duas vezes seguidas, fechando o primeiro tempo em 7 a 5 para a VK. 

Na mudança de lados, foi a vez da SH pontuar no round pistol e no seguinte, deixando tudo igual para as equipes. A VK voltou a tomar a dianteira, mas a SH empatou em seguida, entretanto, a Athenas conseguiu conseguiu abrir uma sequência, ficando a um ponto de fechar a partida. O que parecia ser a consagração da vitória da Vivo Keyd Athenas, se tornou a reação da Stars Horizon, que ponto a ponto impediu que a equipe adversária fechasse o placar. 

O jogo foi para o overtime, a primeira equipe a chegar ao 13º ponto foi a VK, mas a SH empatou em seguida, depois de plantar no spike side B e impedir o retake da VK. A virada veio para a SH,  que conseguiu o retake e finalizou a equipe adversária. O último ponto também foi da Stars Horizon, que levou o confronto para a decisão no último mapa.

Haven (SH 13 x 9 VK)

Em Haven a Stars Horizon garantiu a rodada pistol e os dois pontos seguidos. Mas a Vivo Keyd Athenas, que estava do lado atacante, logo conseguiu empatar o jogo depois que a “Biazik” realizou o plant no spike side C. A SH tentou o retake, porém finalizou somente uma jogadora. Na rodada seguinte, a VK virou o jogo após um confronto entre “Biazik” (Sova) e “consul” (Omem) em que a jogadora da VK levou a vantagem. 

Mais uma vez a primeira parte do jogo terminou com a vantagem para a Vivo Keyd Athenas. Porém na mudança de lados o round pistol foi para a Stars Horizon, que ponto a ponto foi se aproximando da VK, até conquistar o empate. Após este feito, a VK não conseguiu voltar a pontuar, deixando a equipe adversária se aproximar do fechamento do jogo. Sendo assim, após uma tentativa de retake da VK, a equipe acabou finalizada, deixando a “biazik” sozinha e sem chance de garantir um defuse. A partida fechou com a vitória da Stars Horizon.

Havan Liberty (2) x (0) Griffos E-Sports

Line-up  HL – Mittens, Isa1, Let, Blu, Sayuri.

Line-up  GRF – Peixinho, Mands, covinhas, Lunna e Pepita.

Ascent (HL 13 x 8 GRF)

A Havan Liberty abriu o placar em Ascent, a Griffos E-Sports estava do lado atacante, tentou fazer uma entrada pelo lado A, mas acabou tendo 4 jogadoras finalizadas, deixando para “Pepita” (Killjoy) a responsabilidade de entrar no spike side, retomar a spike e realizar o plant, mas a jogadora não conseguiu, deixando o primeiro ponto para a HL. Em seguida, a Havan seguiu pontuando, chegando a 6 a 0 no placar. 

O primeiro ponto da Griffos veio após, pela primeira vez, a equipe por a spike no chão, o time garantiu a defesa do spike side e após uma duelo entre “Blu” (Killjoy) e “mands” (Raze), a jogadora da GRF levou a melhor. A equipe da GRF só conseguiu marcar mais uma vez no lado atacante, fechando a primeira parte em 10 a 2.

Com a mudança de lados, a Havan Liberty seguia próxima de terminar o primeiro mapa do VCT Game Changers, porém a Griffos E-Sports efetuou uma melhor defesa, conseguindo pontuar seis vezes nesse lado. A equipe impediu que a Havan Liberty fechasse o mapa quatro vezes, ainda assim, o time da HL aproveitou a primeira brecha e levou o mapa, depois que a Isa1 (Raze) levou duas jogadoras da GRF, deixando “Lunna” (Sova) sozinha, que também acabou sendo finalizada.

Icebox (HL 13 x 5 GRF)

A Havan Liberty começou no lado de ataque e pontuando em Icebox, a equipe fez o plant no spike side B, e a Griffos E-Sports acabou ficando com desvantagem numérica, deixando “Lunna” (Sova) sozinha, a jogadora acabou sendo finalizada por “Let” (Sage). Em seguida, a HL voltou a pontuar, após fazer uma entrada tranquila pelo lado A, “Lunna” mais uma vez foi a única jogadora restante. 

Em seguida foi a vez da Griffos E-Sports marcar o primeiro ponto, o time conseguiu fazer um retake e defusar a spike, o empate veio em seguida, depois da HL fazer uma entrada lenta, ficando sem tempo para plantar a spike. Por fim, “peixinho” (Jett) ficou num duelo contra “Sayuri” (Sova), mas o ponto veio pelo tempo, que zerou sem o plant da spike.

A GRF conseguiu virar o placar, marcando o terceiro ponto primeiro, mas em seguida a HL voltou a empatar o jogo. A partida parecia estar mais equilibrada, porém a HL tomou a dianteira, fechando a primeira parte em 9 a 3. 

No round pistol a GRF voltou a marcar, desta vez no lado de ataque. “covinhas” (Sage) garantiu o plant no lado A e o abate da última jogadora da HL, o ponto seguinte também foi da equipe, porém este foi o último. A HL conseguiu marcar os pontos restantes e fechar a partida depois de ficar com vantagem no número de jogadoras e finalizar as adversárias restantes. 

Neste sábado (19) a Stars Horizon enfrenta a Havan Liberty no primeiro jogo do dia, às 17h, em seguida o time vitorioso confronta a B4 Angels. O time ganhador do segundo jogo, enfrenta a Gamelanders Purple no domingo (20) na grande final do VCT Game Changers. As transmissões do campeonato acontecem pelos canais oficiais do Valorant na Nimo TV, no Youtube e na Twitch.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top