e-Sports

Valorant: Team Vikings é a primeira finalista do VCB e garante vaga no Masters Reykjavík

Foto: Divulgação/Riot Games.

A Team Vikings foi a primeira equipe a carimbar o passaporte para a Islândia depois da vitória pelo Upper Bracket nesta sexta (6). A equipe enfrentou YNG Sharks pela primeira vaga na grande final do VCB e aplicou o placar perfeito de 2 a 0. Vale lembrar que os dois finalistas do VCB têm vaga garantida para o Masters de Reykjavik. A tarde dessa sexta também foi palco para os confrontos do Lower Bracket. A Havan Liberty e a FURIA Esports venceram suas partidas contra Gamelanders e INGAMING, respectivamente, e continuaram vivas no sonho pela grande final e pelo Masters. As equipes perdedoras no Lower Bracket se despediram de vez da competição.

O primeiro compromisso da tarde foi válido pelo Upper Bracket, a Team Vikings venceu a YNG Sharks por 2 a 0 e garantiu a primeira vaga para a grande final do Challengers BR. No primeiro mapa, Ascent, a VKS venceu com um expressivo placar de 13 a 4, em uma exibição que justificou seu favoritismo. Já em Bind, a partida foi um pouco mais equilibrada, com a YNG Sharks chegando a ter aberto 3 pontos de vantagem no início do mapa. Apesar do jogo mais parelho, a Team Vikings de Sacy e Saadhak foi superior e saiu com o passaporte carimbado para a Islândia.

Os outros dois confrontos da tarde foram da Gamelanders contra Havan Liberty e FURIA Esports contra INGAMING. Na primeira disputa, a Havan Liberty venceu sobre a Gamelanders com um placar perfeito de 2 a 0, eliminando a GL da competição e se mantendo na luta pela vaga na final. No duelo entre FURIA e INGAMING, o time de Xand venceu o embate também com um placar perfeito de 2 a 0. A equipe começou vencendo a Bind por 13 a 9, depois de uma partida extremamente disputada onde ninguém deu nada de graça. Já em Ascent, a FURIA não tomou conhecimento da INGAMING e aplicou o expressivo placar de 13 a 3, mostrando toda sua soberania no mapa.

Confira um pouco do que rolou nas partidas:

Team Vikings (2) x (0) YNG Sharks

Line-up VKS: Saadhak, Sacy, frz, gtn e Sutecas

Line-up SHK: fra, DeNaro, light, gaabxx e prozin

Ascent (VKS 13 x 4 SHK): No primeiro mapa da tarde, a VKS impôs seu ritmo tanto na defesa quanto no ataque, emplacando boas sequências e não deixando a Sharks jogar em nenhum momento. Na primeira metade, a SHK marcou apenas duas vezes, enquanto a VKS marcou diversos rounds em sequência sem sentir muita resistência. Foi comum a Team Vikings eliminar todos os jogadores adversários antes mesmo do plant da Spike.

Na segunda metade, a VKS não tirou o pé do freio e continuou firme com as sequências, sendo interrompida esporadicamente por um eventual ponto da SHK sempre conquistado com muito sofrimento. Na defesa, a Vikings também impôs seu jogo, sem tomar muito conhecimento do ataque adversário. Raramente a Sharks plantava a Spike, e quando plantava não era efetiva em a defender no after-plant. A VKS chegou ao Map Point com um placar irreversível de 12 a 4, e confirmou a vitória no round seguinte.

Bind (VKS 13 x 11 SHK): Se em Ascent a soberania foi indiscutivelmente da VKS, na Bind as coisas aconteceram de forma mais equilibrada. A Team Vikings saiu na frente com o Round Pistol e o próximo, mas logo em seguida viu a Sharks empatar em 2 a 2. Com atuação inspirada de “gaabxx”, a SHK entrou na frente do placar pela primeira vez na série, e ainda abriu uma vantagem de 3 pontos (6 a 3). Mas não dá pra subestimar a VKS e a equipe correu atrás do prejuízo ainda na primeira metade, chegando ao empate no último ponto antes da troca.

O Round Pistol colocou a VKS novamente na frente do placar, sendo o primeiro de uma sequência de três pontos após a troca. Mas a SHK de gaabxx não deixou a partida fácil para a VKS. Em rounds muitos disputados, a Vikings chegou a abrir uma boa vantagem, mas a Sharks conseguiu diminuir, ficando apenas dois pontos atrás do adversário no Map Point (12 a 10). A SHK marcou mais um round e ficou só um ponto de empatar a partida, mas o round seguinte foi levado pela VKS, que carimbou seu passaporte para Islândia ao garantir uma das duas vagas da final do VCB. Os destaques da partida foram gaabxx, pela Sharks, com 25 abates e 5 first bloods, e Saadhack pela VKS com 25 abates e 5 first bloods.

Gamelanders (0) x (2) Havan Liberty

Line-up GL: Nyang, FZN, Jhow, Mwzera e Jonn

Line-up HL: heat, shion, myssen, Liazzi e pleets

Icebox (GL 9 x 13 HL): A Gamelanders sentiu bastante dificuldade no início de Icebox, com a Havan Liberty de “heat” e “shion” atacando com efetividade nos primeiros rounds, emplacando uma boa sequência logo de início. A GL foi crescendo ao longo da primeira metade, primeiro com bons clutchs que melhoraram a economia, depois com as boas jogadas ofensivas ao passo que a HL passou a abusar dos avanços pelo meio do mapa. A equipe chegou a pontuar quatro vezes em sequência depois do bom início da Havan Liberty. Depois de ter estado em uma desvantagem de quatro pontos, a GL chegou à troca de lados com o placar empatado (6 a 6).

O empate não queria sair do placar. A Gamelanders levou o Round Pistol e o econômico, mas a HL pontuou os dois próximos rounds e empatou novamente a partida. Vale destacar as boas jogadas e abates de “heat”, que foi a verdadeira pedra no sapato da Gamelanders. Depois do empate, a HL continuou pontuando e abriu mais três pontos de vantagem, distância que se manteve entre os clubes até o final da partida. Os destaques da partida foram MWzera pela Gamelanders, com 22 abates, e Shion pela Havan Liberty com 26 abates.

Haven (GL x HL): A Havan Liberty saiu na frente levando o Round Pistol e o econômico, mas a Gamelanders correu atrás e já empatou nos próximos dois rounds. Os próximos pontos foram levados por cada uma das equipes, configurando outro empate. Foi só depois do 4 a 4 que a Havan Liberty conseguiu abrir dois pontos de vantagem. Antes da troca de lados, o placar marcava 7 a 5 para a Havan Liberty.

Após a troca de lados, a HL continuou firme na sequência de vitórias, levando os três primeiros pontos da segunda etapa antes do próximo ponto da GL. Apesar de terem sido interrompidos com esse ponto da GL, a equipe retomou a vitória logo no round seguido, emplacando uma sequência que a levou direto ao Match Point com um placar de 12 a 6 para a HL. A Gamelanders até conseguiu adiar o inevitável por dois rounds, mas no terceiro Match Point a Havan Liberty conseguiu eliminar todos os jogadores adversários e garantir o round, a vitória geral, e a busca pelo sonho de chegar na grande final. Pelo lado da GL, Mw teve destaque com 20 abates e 5 first bloods, já do lado da HL, Liazzi foi o melhor jogador com 19 abates e apenas um first blood.

FURIA Esports () x () INGAMING

Bind (FUR 13 x 9 ING):  No primeiro mapa entre as duas equipes, a FURIA saiu na frente com os dois primeiros rounds, mas logo a INGAMING fez questão de correr atrás do prejuízo para empatar a partida. Durante a primeira metade, o jogo foi muito equilibrado, com alguns empates, e boas jogadas para ambos os lados. Vimos a INGAMING aplicar diversos retakes enquanto na defesa, levando vantagem nas jogadas after-plant. Na troca de lados, o placar era de x a x para a FURIA.

Após a troca, as duas equipes passaram a jogar com mais cautela, fazendo os avanços apenas com informação. Nessa segunda etapa, a partida se manteve equilibrada, com a diferença entre os clubes no placar não passando de 3 pontos em nenhum momento, fato que refletiu diretamente no tempo do primeiro mapa, quase uma hora de Bind. A FURIA chegou ao Map Point depois de boa jogada de qck, que venceu o 1v1 para garantir o primeiro ponto da noite. Placar final 13 a 9 para a FURIA de Xand, que teve 23 abates e 4 first bloods.

Ascent (FUR x ING): No mapa de escolha da FURIA, a equipe começou a partida com tudo e levou os dois primeiros rounds (pistol e econômico). A INGAMING marcou seu primeiro ponto no primeiro round armado, mas logo no próximo voltou a perder. Em todos os rounds que a INGAMING poderia vencer, a equipe acabava tropeçando, constituindo uma bola de neve que aumentava conforme a economia da equipe foi sendo prejudicada. O segundo ponto da INGAMING veio só depois do sétimo da FURIA, que tinha Xand de Jett fazendo estrago na defesa adversária. Antes da metade do jogo, o ataque furioso marcou 10 pontos contra apenas dois da INGAMING e se aproximou muito do Match Point

Após a troca de lados, a ING levou o Round Pistol, mas a FUR logo retomou a vitória com “qck’ acertando várias pedradas no ponto econômico. Assim, nos dois rounds seguintes s FURIA confirmou a vitória e seguiu viva no VCB com um placar de 13 a 3. O destaque do mapa foi “qck”, da FURIA, com 22 abates.

Havan Liberty e FURIA Esports jogarão entre si para descobrir quem enfrentará a YNG Sharks pela segunda vaga na grande final e no Masters da Islândia. O VCB Finals continua amanhã com todas essas partidas, a partir das 17h, nos canais oficiais de Valorant da Riot Games no YouTube, Twitch TV e Nimo TV.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook para ficar por dentro de tudo que rola! 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top