São Paulo

Valores do patrocínio máster do São Paulo surpreendem

Patrocínio entre tricolor e site de apostas foi anunciado em julho
divulgação/ São Paulo

O São Paulo e a sportsbet.io desde julho, já anunciaram um acordo que colocava o site de casas de apostas como patrocínio máster do clube, estampando o peito e as costas da camisa. A parceria tem vínculo até o final de 2024 e a marca já faz parte da camisa do São Paulo. Os valores, no entanto, vinha sendo sigilosos, com o clube até mesmo enviando o contrato para o Conselho deliberativo com as questões financeiras apagadas, com o intuito de evitar vazamentos. Hoje, após a eliminação na Libertadores, os números se tornaram públicos.

O São Paulo receberá, a partir de 2022, R$24 milhões anuais da empresa, além de R$15 milhões que o clube receberá ainda nesse ano. O acordo ainda prevê uma variável de R$10 para cada cadastrado no site do sportsbet.io que seja originado a partir da parceria entre o clube e a empresa.

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

A quantia, embora um dos maiores patrocínios do país, surpreendeu negativamente devido às falas dos gestores do São Paulo, que afirmaram ser “o maior patrocínio da história do São Paulo”. Em 2010, a parceria com o Banco BMG já rendia R$25 milhões aos cofres do tricolor, e ao corrigir o valor para os padrões atuais, chega a R$46 milhões. A diferença entre o esperado e a realidade incomodou os torcedores já irritados com a eliminação na Libertadores.

O diretor de marketing do São Paulo, Eduardo Toni, também já tinha considerado o acordo como histórico, mas ressaltava sua lógica de comparação a “valores reais”

– O São Paulo considera esse o maior contrato de sua história. A comparação deve levar em conta todos os fatores e variáveis. O tempo de contrato, o valor em espécie, as permutas, os bônus, a premiação, os produtos…. Se compararmos todos esses pontos, podemos considerá-lo o maior da história. Mas é importante ressaltar que essa comparação deve ser feita com valores reais que foram atingidos nos contratos, e não com os que foram ventilados no mercado ou estimados.- disse o diretor

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top