Vasco

Vasco culpa profissionais do Brasil de Pelotas por confusão ao fim do jogo e relata omissão do 4º árbitro: ‘em nenhum momento os repreendeu’

Foto: Rafael Ribeiro|Vasco

O Vasco deu a sua versão sobre a confusão ao fim do jogo contra o Brasil, ontem, em Pelotas, que terminou com os técnico Marcelo Cabo e o auxiliar Gabriel Cabo expulsos pelo árbitro Paulo Henrique Schleich Vollkopf. O treinador da equipe gaúcha, Cláudio Tencati, também recebeu o cartão vermelho.

Em nota, o clube informou que a comissão técnica do Vasco foi provocada por profissionais do Brasil de Pelotas, que vencia o jogo desde o primeiro tempo e após o término da partida, o técnico Marcelo Cabo pediu respeito ao trabalho dele e ao Vasco, o que acabou acarretando a confusão.

“Esclarecimentos quanto aos fatos subsequentes à partida deste sábado (12/06), contra o Brasil, pelo Campeonato Brasileiro.

Cronologia dos acontecimentos:

Médico e massagista do Brasil-RS passaram o jogo todo provocando o banco do Vasco da Gama, dentro da área de competição;

Os profissionais diziam, inclusive, frases como “Boa viagem pra vocês” e “Ainda vão tomar mais”, desde o primeiro tempo de partida;

Quando o Vasco virou o jogo, o técnico Marcelo Cabo comemorou com os jogadores que estavam aquecendo, do lado contrário ao do banco do Brasil-RS. As imagens são claras. Quem comemorou perto do banco do Brasil foram os próprios atletas do Vasco;

Ao final do jogo, Marcelo Cabo se direcionou ao médico e ao massagista que provocaram o banco vascaíno ao longo da partida com a seguinte frase: “Vocês têm que aprender a respeitar o trabalho dos outros. Respeita o Vasco. Faz graça agora”;

Cláudio Tencati, sem saber o que aconteceu durante todo o jogo, se sentiu ofendido e iniciou a confusão;

O árbitro e seus auxiliares já estavam perto do meio do campo neste momento. Quem relatou o acontecido, de forma parcial e errada, foi o quarto árbitro, gaúcho, que deixou os integrantes da comissão técnica do Brasil-RS fazerem o que fizeram durante todo o confronto e, em nenhum momento, os repreendeu;

Houve também desentendimento nas arquibancadas do estádio, pois os dirigentes do Brasil-RS mandaram fechar os portões de acesso ao campo, não permitindo a passagem da delegação vascaína ao vestiário, situação que só foi resolvida com a chegada dos representantes da CBF”.

Na súmula o árbitro relatou que Marcelo Cabo foi expulso porque começou a discussão após proferir as seguintes palvras ao fim do jogo: “quero ver fazer gracinha agora”. Já Gabriel Cabo e Cláudio Tencati levaram o cartão vermelho por “trocarem empurrões entre si”.

Com Marcelo Cabo e seu assistente Gabriel Cabo suspensos, o auxiliar Fábio Cortez vai comandar o Vasco na partida da próxima quarta-feira, contra o Avaí, em São Januário, pela quarta rodada da Série B.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top