Bastidores ENM

Vasco: grupo de Roberto Monteiro define este mês estratégia para as eleições do clube

Roberto Monteiro aperta mão de Faues Jassus, o Mussa, presidente da Assembleia Geral do Vasco (FOTO: Paulo Fernandes/Vasco)
Roberto Monteiro aperta mão de Faues Jassus, o Mussa, presidente da Assembleia Geral do Vasco (FOTO: Paulo Fernandes/Vasco)

O Identidade Vasco pretende definir em julho as estratégias para as eleições para presidente do Cruzmaltino, previstas para acontecer em novembro. A ideia inicial do grupo, hoje de oposição a Alexandre Campello, é a de não ter candidatura própria.

Internamente, alas defendem que o grupo alinhe-se a outros candidatos para uma possível formação de chapa, como nas eleições passadas. Por isso, realizaram um ciclo de conversas com alguns pré-candidatos já declarados (Luis Manuel Fernandes, Leven Siano e Augusto Ariston) para alinhar discurso.

Veja também:
Dezesseis clubes da Série A se colocam a favor de direitos de TV para mandantes
Com volta dos jogos, aumenta a confiança do setor de patrocínios na Europa
Inter só vai se reforçar em caso de venda ou lesão, diz Caetano
Economista aponta clubes que mais vão sofrer com crise causada pela pandemia

O Identidade Vasco – cujo um dos nomes fortes é o do presidente do Conselho Deliberativo Roberto Monteiro – integrou a gestão de Alexandre Campello até 2018, quando vice-presidentes indicados pelo grupo abandonaram seus cargos. Membros do grupo, Elói Ferreira ainda é vice-presidente geral, e Edmilson Valentim permanece como presidente do Conselho Fiscal.

Em 2019, o IV publicou nota oficial na qual disse “reconhecer seu grave erro no decisivo e equivocado apoio que deu à eleição de Alexandre Campello”, que recebeu apoio da ala de Roberto Monteiro e Eurico Miranda para derrotar o candidato Julio Brant, da chapa Sempre Vasco, na eleição entre os conselheiros, após a votação dos sócios.

Houve um convite para uma roda de conversas com a Sempre Vasco, mas o grupo de Julio Brant recusou.

Atualmente, já há quatro pré-candidaturas à presidência do Vasco: Luis Manuel Fernandes, Leven Siano, Augusto Ariston e do grupo Mais Vasco (ainda sem cabeça de chapa), que possui outros dissidentes da gestão Campello.

@MarceloRsde

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top