Automobilismo

Verstappen vê as duas Ferraris abandonarem e vence em Baku

Foto: Divulgação/Max Verstappen

Neste domingo (12), a Fórmula 1 retornou as ruas de Baku e viu a Red Bull dominar do começo ao fim. Verstappen que havia largado em terceiro conseguiu ultrapassar Leclerc e Pérez e ficou com a vitória no Azerbaijão. Pérez ficou com a segunda posição e Russell fechou o pódio.

+ Circuito de alta velocidade e com retas longas coloca Red Bull como força a ser batida no GP do Azerbaijão

Logo na largada Pérez começou os trabalhos e ultrapassou Leclerc, que largou bem mas o mexicano conseguiu uma ótima ultrapassagem. Checo começou a abrir e ficou com uma vantagem de dois segundos para monegasco, que viu Verstappen encostar nele.

Na volta 10 Sainz saiu na curva 4 por causa de um problema hidraúlico e acabou tendo que abandonar a prova. O espanhol tinha mais uma vez chance de vitória, porém a maré de azar segue com o carro 55 da Ferrari.

Leclerc e Verstappen começaram a duelar, porém o holandês não conseguia alcançar o monegasco que se manteve na frente por causa dos setores 1 e 2, mas com o incidente de Sainz uma bandeira amarela virtual foi lançada e Leclerc foi para os boxes e Verstappen ganhou a segunda posição.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Na volta 15 Pérez e Verstappen se encontraram na reta principal e o holandês assumiu a liderança da corrida. Depois da ultrapassagem o mexicano começou a perder muito tempo e a equipe o chamou para os boxes, Checo voltou na terceira posição.

Na volta 18 Verstappen foi chamado para os boxes e com isso Leclerc retomou a liderança da corrida. O holandês voltou para pista na segunda posição.

Para melhorar a situação da Ferrari, Leclerc teve um problema no turbo e teve que abandonar a prova, essa foi a segunda prova nesta temporada que o monegasco é forçado a sair da corrida, a primeira foi em Barcelona.

Com os abandonos das Ferraris quem mais ganhou com isso foi Russell, o britânico subiu para terceira posição e encaminhou mais um ótimo resultado na sua primeira temporada com a Mercedes.

A batalha entre Ricciardo e Gasly pela quarta posição estava muito pegada e na volta 20 o francês concluiu a manobra na curva 1. O australiano ficou irritado voltas antes com a sua equipe por não deixar ele ultrapassar Norris que estava na sua frente.

Na volta 25 mais um carro com motor Ferrari abandonou a prova, desta vez foi a Alfa Romeo de Zhou, o chinês vinha fazendo uma boa prova e estava na 10ª posição.

Na volta 26 Hamilton, que vinha fazendo uma boa corrida, ultrapassou Ricciardo e ganhou a quinta posição. Na mesma volta, porém algumas posições atrás as Alpines travaram uma briga doméstica e Alonso ultrapassou Ocon e alcançou a nona posição.

Na volta 33 mais um carro com o “extremamente confiável” motor Ferrari abandonou a prova, desta vez foi a Haas de Magnussen, o dinamarquês fazia uma boa corrida de recuperação e estava na 11ª posição.

Na reta final da corrida Hamilton e Gasly travaram um ótimo duelo e na volta 45 o heptacampeão ultrapassou o jovem piloto francês e assumiu a quarta posição. Mesmo caindo para a quinta posição Gasly fez uma ótima corrida e conquistou belos pontos para AlphaTauri.

Outro bom destaque da corrida foi Vettel, o alemão largou da nona posição e terminou no sexto lugar e compensou pela péssima corrida do seu companheiro Stroll que acabou abandonando a corrida.

Os motores Mercedes se destacaram em Baku, ambas Mercedes e Mclarens fizeram uma ótima corrida com Russell (3º), Hamilton (4º), Ricciardo (8º) e Norris em (9º).

F1
Grid final do GP de Baku – Foto: F1

Com essa vitória Verstappen alcança 150 pontos e abre uma boa vantagem do segundo colocado no Mundial de Pilotos que agora é Pérez com 126 pontos, Leclerc fica com 116 pontos e precisa acordar logo se não verá uma das Red Bulls serem campeão.

No Mundial de Construtores a Red Bull tem uma vantagem gigantesca, a equipe austríaca soma 271 pontos, com os dois abandonos a Ferrari fica com os mesmos 199 pontos.

A Fórmula 1 retorna para os nossos finais de semanas na próxima sexta-feira (17), a categoria voltará a correr no Canadá depois de dois anos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top