Lutas

Chris Weidman relembra ‘pesadelo’ com lesão sofrida no UFC 261

Chris Weidman
Divulgação/Facebook UFC Brasil

A lesão sofrida por Chris Weidman logo no começo da luta contra Uriah Hall no UFC 261 foi o momento de maior choque no evento do último final de semana em Jacksonville (EUA). A perna quebrada na tentativa de chute mandou o ex-campeão dos médios para o hospital, onde passou por cirurgia.

Em seu Instagram, Weidman disse não ter se lembrado de sentir dor na hora do impacto do chute, muito por causa da adrenalina do combate. Mas quando viu a perna fraturada com seus olhos, passou a viver na hora o que chamou de ‘pesadelo’.

– No momento em que atingi a perna do Uriah, notei que estava muito dura. Foi como se fosse uma concussão, não lembro exatamente do som. Agora, lembrando a cena, minha perna inteira virou e não notei isso na hora. Achei que tinha sido um chute que tinha batido forte na perna dele. Vi a cara do Uriah e ele deu um olhar e respondi ‘cara, fui eu que te machuquei’. Mas quando eu tentei colocar o pé no chão, não me lembro de ter feito isso ou sentir dor porque eu estava focado demais na luta – relembrou o ‘All American’

– Quando olhei para minha perna e que tinha ficado feito borracha, foi quando notei tudo o que aconteceu. Foi quando começou o pesadelo. Na minha cabeça, não acreditava que aquela era a minha perna. Não acreditava que aquilo tinha acontecido e era comigo – completou.

Weidman relembrou que o árbitro da luta, Herb Dean, chegou a achar que tinha ficado inconsciente com o impacto e que apenas sentiu a dor quando mexeu as pernas enquanto era examinado pelos médicos. Na ida até o hospital, chegou a temer a perda de sua perna, que não tinha pulso algum por causa da fratura.

– Comecei a pensar que iriam amputar a minha perna e me colocar uma prótese e que eu ainda assim poderia fazer coisas com a minha família. Comecei a pensar coisas positivas. Tive 23 cirurgias na minha vida, mas esta foi a mais traumática de todas. Sei que vai durar muito tempo para me recuperar, vai ser doloroso. Mas acho que irei voltar a lutar. Eu tenho pensado positivo. Terei que falar com o médico em maio para tirar os pontos e ver o que fazer – disse o lutador, que também agradeceu ao carinho de fãs e outros lutadores que mandaram mensagens após a lesão.

– Estou muito comovido pelo apoio, amor e orações, comentários positivos… Boa energia. Tem sido incrível sentir esse amor – afirmou o ex-cameão do UFC.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top