Campeonato Brasileiro

Willian é proibido pela Anvisa de jogar partida no domingo contra Atlético-GO; entenda o caso

Willian em treino pela manhã na sexta-feira (10)
Willian em treino pela manhã da sexta-feira (10) no CT Joaquim Grava. Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians.

Em nota divulgada no início desta noite de sábado (11), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou que o jogador Willian, do Corinthians, está proibido de disputar a partida de domingo (12) contra o Atlético-GO. O Corinthians divulgou há pouco sua lista de relacionados para a partida de amanhã sem a presença do novo camisa 10.

Segundo a Agência, o atleta ainda está em período de quarentena por ter passagem pelo Reino Unido nos últimos 14 dias antes de sua chegada ao Brasil, no dia 1º de setembro. Willian teria assinado termo se comprometendo a cumprir as regras de medida sanitária.

VISITA DOS FISCAIS

Neste sábado pela manhã, um grupo de fiscais da Vigilância Sanitária foi até a casa de Willian na capital paulista, mas não encontraram o jogador. Os agentes deixaram então um telefone de contato com um funcionário do atleta e notificaram da possiblidade de punição, de acordo com a lei municipal 13.725/2004, que estabelece o código sanitário do município de São Paulo.

O Corinthians ainda não havia divulgado a lista de relacionados para o jogo, como é de costume na tarde do dia anterior. A ausência de Willian em sua residência e a expectativa de sua estreia, fizeram com que fiscais do estado de Goiás fossem até o hotel onde o clube está hospedado em Goiânia, no início desta noite de sábado, para tentar encontrá-lo e notificar o jogador, mais uma vez.

A informação é de que a Vigilância Sanitária somente conseguiu contato com os dirigentes do time, explicou a infração cometida e disse que o atleta pode ser punido se entrar em campo.

CHEGADA NO BRASIL

Willian se encontra no Brasil há onze dias, desde sua chegada pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos, no dia 1º de setembro, após rescindir contrato com seu antigo clube, o Arsenal de Londres. Por mais que a Anvisa impossibilite a atuação do atleta no jogo de domingo (12), o meia-atacante tem participado de treinos e atividades do clube corintiano, no CT Joaquim Grava, normalmente.

A portaria de nº 655, publicada no Diário Oficial da União no dia 23 de junho, dispõe que estrangeiros vindos do Reino Unido tenham entrada restringida no Brasil.

“O viajante que se enquadre no disposto no art. 3º, com origem ou histórico de passagem pelo Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, pela República da África do Sul e pela República da Índia nos últimos quatorze dias, ao ingressar no território brasileiro, deverá permanecer em quarentena por quatorze dias.”, consta um dos trechos da portaria. O artigo terceiro diz respeito a brasileiros.

Embora o jogador não tenha tido maiores dificuldades no momento do desembarque por conta de sua nacionalidade e de se tratar de uma grande contratação do mercado brasileiro, houve um compromisso firmado de realizar quarentena por meio de formulário, preenchido e assinado por Willian.

Um dos trechos da nota divulgada hoje (11) pela Anvisa, diz: “Diante da informação constante na Declaração de Saúde do Viajante (DSV) do referido jogador sobre sua passagem pelo Reino Unido, a Anvisa emitiu, no aeroporto de Guarulhos, o Termo de Controle Sanitário do Viajante – TCSV no dia 01/09, informando sobre a obrigatoriedade de quarentena por 14 dias. O viajante tomou ciência e assinou o TCSV, comprometendo-se a cumprir as regras sanitárias vigentes no país.”

CASO ARGENTINO

Na última semana, a partida válida pelas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2022 entre Brasil e Argentina foi interrompida por agentes da Anvisa, após quatro jogadores argentinos descumprirem as medidas sanitárias de quarentena obrigatória. Por atuarem na liga inglesa, Emiliano Martinez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero estiveram no Reino Unido e deveriam ter feito isolamento de 14 dias, assim que chegassem ao país para estarem aptos para jogar.

Na ocasião, a imprensa brasileira já havia especulado acerca das medidas adotadas pelo órgão com relação a atletas e jogadores brasileiros vindos da Europa. O caso de Willian foi trazido à tona, mas somente às vésperas da partida, a agência deliberou a respeito.

Para saber mais e acompanhar tudo sobre seu time do coração, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top