Fortaleza

Yago Pikachu cobra melhor desempenho do Fortaleza: “a postura tem que ser diferente, se continuar igual vamos perder novamente”

Foto: Reprodução/TV Leão

Nesta sexta-feira, 19, o ala Yago Pikachu, do Fortaleza, concedeu entrevista coletiva à imprensa. O atleta tricolor falou sobre a última partida, o momento atual do clube, os aspectos a melhorar, o sonho da vaga na Libertadores e entre outros assuntos. Confira os principais trechos:

+Marcelo Paz pede desculpas ao torcedor e comenta sobre momento do Fortaleza; veja trechos da coletiva

Queda psicológica da equipe

“Eu acredito que realmente afeta (psicologicamente), porque é uma reta final de competição importante, onde a gente tem nosso sonho, nossos objetivos… e alguns resultados, de umas partidas para cá, não foram o esperado. E claro, saindo atrás no placar, nós temos que fazer uma maior força para reverter. Conseguimos algumas vezes durante o próprio campeonato, na estreia (contra o Atlético MG), contra o Inter, contra o Palmeiras… então a gente sabe lidar com isso, mas cada jogo é diferente. E a gente tem que se preparar o melhor possível para que isso não possa afetar tanto nosso rendimento dentro de campo, para que a gente possa ter força o suficiente, dentro da partida, um reverter um resultado adverso”, relatou o ala de 29 anos sobre o rendimento psicológico do time nas últimas partidas.

Partida contra o Palmeiras

Sobre a partida diante do Palmeiras, o jogador comentou que a postura do time deve ser diferente e que não pode continuar da forma que está:

“Acredito que a postura tem que ser diferente, porque, se for igual, vai perder novamente. Claro que perder em um clássico é muito ruim, atrapalha nosso trabalho, atrapalha nosso torcedor. […] Mesmo com essa derrota, ainda estamos em uma boa colocação e só dependemos de nós para conquistar o objetivo. É um jogo importante, difícil, uma adversário que está em cima na tabela, mas nossa postura já vai ser diferente, sabemos que temos que pontuar, já deixamos muitos pontos para trás, principalmente jogando em casa. Então é um jogo de muita importância para conseguir nosso objetivo no final do campeonato”.

Metas no clube

Pikachu também falou sobre suas metas, pessoais e coletivas, dentro do clube:

“A minha meta pessoal é conquistar coisas grandes, entrar para a história do clube, conseguir essa vaga na Libertadores, que com certeza esse grupo vai ser lembrado por bastante tempo. E claro, o coletivo, é exatamente conquistar essa vaga, estar no grupo que conquistou pela primeira vez uma vaga na Libertadores. Então, a gente sabe da nossa responsabilidade, do que o torcedor espera da gente para conquistar esse objetivo, esse sonho, então vamos dar o nosso máximo nesses 5 jogos restante para a gente, lá no dia 9 de dezembro, estarmos entre os classificados”, comentou o ala tricolor.

Adaptação

O camisa 22 comentou estar adaptado e feliz na cidade e no clube, e a expectativa para os próximos jogos:

“Minha experiência está sendo ótima, totalmente adaptado à cidade, ao clube, muito feliz de estar aqui, passando por esse momento”, revelou Yago, e continuou: “Eu acredito muito no nosso grupo, confio que podemos estar entre os quatro primeiros do campeonato. Como eu falei, uma vitória já pode nos colocar entre eles, dependendo dos outros resultados. E a gente tem cinco confrontos que, no primeiro turno, a gente estava com uma expectativa muito boa e não fomos tão bem. Espero que dessa vez possa ser o contrário, esses pontos sejam conquistados para garantir na Libertadores. Então, são cinco jogos difíceis, com adversários que têm seus objetivos, tanto para chegar na parte da frente, quanto para sair da zona de rebaixamento”.

Cobrança da torcida

“Acho que as criticas e cobranças são válidas, por tudo que o torcedor fez antes do clássico. A presença deles aqui, a grande festa que foi feita no Castelão e a gente deixou a desejar. Não conseguimos jogar, não tivemos uma noite feliz. Essa cobrança é válida, serve muito para nós jogadores crescer, assimilar e fazer tudo diferente do que a gente fez no jogo de quarta-feira já nesse jogo de sábado, para darmos a volta por cima”, disse Pikachu sobre a cobrança que o grupo vem recebendo da torcida tricolor.

Para conferir a entrevista completa, assista:

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top