Ponte Preta

Ygor Vinhas se defende de críticas na Ponte Preta: ‘Trabalho satisfatório’

Ygor Vinhas se defende de críticas na Ponte Preta: 'Trabalho satisfatório'
Crédito: Diego Almeida / AA Ponte Preta

Titular absoluto desde novembro em meio à ausência de Ivan, Ygor Vinhas saiu em defesa do trabalho executado à frente da Ponte Preta no início desta temporada.

Questionado por parte da torcida em decorrência das atuações recentes em 2021, goleiro opinou sobre as críticas recebidas na Macaca.

+ Ponte Preta defende vantagem contra Mirassol no Moisés Lucarelli; histórico

“No geral, acredito que o trabalho está sendo bem satisfatório. Não é à toa que os números mostram isso. Pelas estatísticas, está tendo dados bem positivos. Acredito que teve algumas situações, sim, que poderiam ser melhores, mas a gente vem trabalhando para sempre estar evoluindo e ter resultados positivos dentro dos jogos”, afirmou.

Ygor também comentou a respeito da eliminação da Ponte Preta diante do Criciúma, na Copa do Brasil. Arqueiro também teve titularidade contestada por não acertar o canto de nenhuma das cinco cobranças de pênalti.

“Em relação à situação do jogo do Criciúma, eu não vejo como situação que foi considerada falha. Poderia ter um resultado positivo. Poderia ter uma melhor atuação, mas foram escolhas que, infelizmente, não deram certo. Quanto à partida do (Red Bull) Bragantino e do São Caetano, acredito que poderia ter uma atuação melhor”, declarou.

“Olhando no geral, fui bem eficiente. Foram lances isolados ali que eu não posso generalizar, mas venho trabalhando forte para tentar minimizar sempre o número de erros e sempre ter um retorno positivo dentro dos jogos”, acrescentou.

REFERÊNCIA

Ygor Vinhas, em coletiva de imprensa virtual, opinou sobre as deficiências apresentadas pela Ponte Preta na largada da temporada e analisou aspectos ofensivos.

“Eu acho que cada um, dentro da sua particularidade, vem sendo um pouco dessa liderança dentro do campo. Às vezes, está faltando, sim, um pouco de tranquilidade da equipe, no geral, para concluir algumas jogadas e algumas situações dentro do jogo, mas a gente vai tentar corrigir isso aí nos treinamentos. A gente sabe o que está incomodando e o que precisamos melhorar. Vamos trabalhar isso para não ocorrer mais nos jogos e ter resultados positivos”, pontuou.

“São situações normais de jogo. Buscamos atacar bastante e, consequentemente, às vezes, no ataque sofremos um contra-ataque também. O nosso estilo de jogo tem bastante apoio dos extremos. Às vezes, por um ataque, pode ser que não tenha esse apoio por eles estarem lá na frente. Acaba que sofremos alguns contra-ataques dentro da partida, mas trabalhamos para minimizar ao máximo essas situações de sofrimento dentro da partida e ter bons resultados”, completou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top