Futebol Internacional

Zaha se manifesta após sofrer racismo nas redes sociais, ‘‘Eu sempre serei preto e orgulhoso’

Divulgação: Crystal Palace

Wilfried Zaha postou prints em seu perfil do Instagram expondo as mensagens racistas que recebeu depois da vitória de 2 a 0, no último sábado (30), sobre o Manchester City, pela Premier League. Uma porta-voz da empresa responsável pelo Instagram, Meta, falou sobre o assunto para canal “Sky Sports News”, confira:

LaLiga denuncia Barcelona por racismo de torcedores contra Vinicius Jr. no El Clasico

— Ninguém deveria ser vítima de abusos racistas em lugar nenhum. Enviar mensagens como essa no Instagram é totalmente contra nossas regras e removemos as contas que enviaram o abuso do Instagram. Mas também queremos ajudar a evitar que as pessoas vejam esse abuso em primeiro lugar. É por isso que desenvolvemos recursos de segurança como palavras ocultas, que filtram comentários e DMs ofensivos, e limites, que permitem ocultar comentários e mensagens de pessoas que não te seguem, ou que só te seguiram recentemente. Nada resolverá esse desafio da noite para o dia, mas estamos comprometidos com nosso trabalho para proteger nossa comunidade de abusos — disse a porta-voz. 

Zaha marcou um dos dois gols da vitória do Crystal no Etihad Stadium. Após a partida, o atleta expôs as mensagens de cunho racista que recebeu de torcedores nas redes sociais. Em seguida, o jogador publicou uma mensagem respondendo aos insultos. 

FIFA anuncia punição para casos de racismo no jogo entre Hungria x Inglaterra

— Esta mensagem não é para eu receber um milhão de mensagens dizendo “estamos com você e que é nojento”, ou sobre eu receber simpatia. Estou aqui por causa de todas as bobagens que estão sendo feitas em vez de corrigir o real problema (…) Minha cor sempre será o verdadeiro problema, mas está tudo bem porque eu sempre serei PRETO E COM ORGULHO! — disse Wilfried Zaha. 

Mensagem de Wilfried Zaha em resposta aos insultos racistas que sofreu — Foto: Reprodução / Instagram
Reprodução/Stories

Nas mensagens enviadas ao atleta marfinense, Zaha foi xingado de “macaco”, “rei do drama”, “macaco preto”, “preto de m…”, “porco”, “chimpanzé” e “nigger” que, de acordo com o dicionário americano Merriam Webster, significa “pessoa negra” mas que, em geral, é utilizado como termo pejorativo, assim, considerado ofensivo. 

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Esta não é a primeira vez que o jogador sofre ataques racistas. Em 2020, um menino, de 12 anos, foi preso por enviar mensagens racistas ao marfinense. Ele foi detido pela polícia da Inglaterra, já que o conteúdo compartilhado fazia menção ao grupo de supremacia branca, Ku Klux Klan, que supostamente seria acionado caso Zaha marcasse na partida realizada no dia 12/07/2020, pela Premier League, contra o Aston Villa. 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top