Vasco

Zé Ricardo fala sobre dificuldade do Vasco em negociações: ‘Última vez que tomei tanto ‘não’ foi na época de matinê’

Zé Ricardo fala sobre dificuldade do Vasco em negociações: 'Última vez que tomei tanto 'não' foi na época de matinê'
Foto: Reprodução/VascoTV

O Vasco está perto de fechar mais dois reforços para a temporada. Em entrevista coletiva na manhã deste sábado, o técnico Zé Ricardo confirmou que o Cruz-Maltino está por detalhes de acertar com o meio-campista Bruno Nazário e o lateral-direito Weverton. Para o treinador, os dois jogadores têm as características que a comissão técnico definiu como ideais para este ano.

– Bruno Nazário e Weverton se encaixam nesse perfil (de jogadores para o Vasco em 2022). A gente espera que as duas negociações avancem no sentido que a gente possa apresentar o quanto antes, mas ainda faltam alguns detalhes – afirmou Zé Ricardo em coletiva.

+ Vasco acerta saída de Lucas Santos e empréstimo de mais dois crias de base

+ Em entrevista à Vasco TV, Edimar revela seus objetivos com a camisa do Gigante da Colina

O treinador também falou da busca por um centroavante para o Vasco. Até o momento, o único atacante contratado pelo clube foi Raniel, do Santos. Zé Ricardo revelou que o clube tem buscado jogadores no mercado sul-americano, mas a questão financeira tem dificultado as negociações.

– A busca de um atacante tá sempre em pauta, principalmente porque sabemos que jogadores de frente, de ataque, são jogadores naturalmente mais valorizados no mercado e jogadores que são mais disputados por outras equipes. Estamos fazendo uma varredura no cenário sul-americano, as dificuldades sempre esbarram nas questões financeiras, mas com criatividade a gente tá conseguindo atingir alguns atletas que podem, quem sabe, na semana que vem serem anunciados pelo Vasco.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Ainda sobre esta dificuldade financeira, Zé Ricardo falou sobre a dificuldade de contratar jogadores e brincou sobre a quantidade de “nãos” que o clube tem recebido.

– Tenho brincado com os colegas que a última vez que tomei tanto não foi na época de baile, de matinê. O Vasco precisa recuperar, antes de mais nada, a credibilidade. É essa a palavra. Isso vai nos fazer dar passos mais largos ali na frente. Tenho sido claro para não avançarmos o sinal vermelho para em fevereiro tenhamos o primeiro sinal positivo do clube: isso se chama credibilidade. mas a torcida vascaína pode ter certeza que o perfil que temos buscado – finalizou o treinador.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top