Copa do Brasil

Com gol contra, Fluminense vence o Atlético-GO e fica com vantagem na Copa do Brasil

Foto: Celso Pupo/Fotoarena
— Continua depois da publicidade —

O Fluminense derrotou o Atlético-GO em casa, por 1 a 0, em confronto pelo jogo de ida da Copa Continental do Brasil na noite desta quarta-feira. O jogo truncado no Maracanã serviu para as duas equipes se conhecerem ainda mais. Há duas semanas, o Dragão já havia visitado o tricolor carioca pelo Campeonato Brasileiro e buscou o empate com um jogador a mais durante todo segundo tempo. Na partida, os elencos obtinham mudanças e nos oferecerem um jogo completamente diferente do último que assistimos.

O JOGO
Primeiro tempo de jogo foi bem truncado para as duas equipes. Já nos primeiros minutos, a proposta de jogo de ambos os times foi bem clara. Vagner Mancini não postou um time extremamente reativo, mas o suficiente para explorar os contra-ataques com Janderson e Gustavo Ferrareis pelos extremos.

Chico foi o responsável pela ligação diretos desse estilo de jogo do Dragão e Renato Kayzer mostrou-se ter bastante mobilidade no ultimo terço do campo. Pelo lado tricolor, Nenê e Luis Henrique foram os protagonistas, mesmo com poucas chances criadas. O jovem caiu bastante pela esquerda, setor onde Michel Araújo vinha atuando bem nos jogos anteriores.

Atuação abaixo do esperado, não só para o uruguaio, mas para o Fluminense. Primeira etapa resumida em muitas falhas individuais de passe e muitas faltas marcadas, principalmente no meio de campo. Destaques também para os volantes das duas equipes. Hudson e Oliveira participaram efetivamente dos números elevados de desarmes.

Durante o início da segunda etapa, Odair consertou alguns pontos nos quais o Dragão vinha aproveitando. Marcos Paulo entrou logo no intervalo de jogo no lugar de Michel e gerou mais profundidade por aquele setor do campo. Nenê, que não vinha bem, cedeu vaga para Ganso, que mudou o dinamismo do meio de campo do tricolor das Laranjeiras.

A proposta de jogar mais sem a bola de Mancini fez com que seus jogadores diminuíssem o ritmo de marcação devido ao desgaste físico. A partir dos 20 minutos da segunda etapa, o Fluminense obtinha mais a bola, comparado ao Atlético e, concentrava seu jogo pelos extremos. Miguel, garoto de apenas 17 anos, foi bastante participativo após sua entrada e flutuava bastante pelas beiradas, junto à Marcos Paulo.

Yago Felipe entrou também veio bem do banco. Luis Henrique, que vinha fazendo papel de falso 9 durante toda partida, fez boa jogada individual na linha de fundo e ganhou escanteio em cima do zagueiro rubro-negro. Em bola alçada por Egídio, João Vitor, que vinha atuando bem até então, cabeceou contra seu próprio gol e abriu o marcador no Maracanã.

Os últimos minutos foram mais movimentados. O Atlético-GO se atirou ao ataque em busca do empate e o Fluminense escapava nos espaços deixados para contra-atacar e tentar ampliar o placar para o jogo da volta em Goiânia. Mesmo com os dois times ativos no final da partida, o 1 a 0 para o tricolor carioca permaneceu no marcador.

O jogo da volta será na próxima quinta-feira, às 20h, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira. Antes disso, o Fluminense viaja para Recife e encara o Sport, às 20h30, na Ilha do Retiro, pelo Brasileirão. Já o Atlético-GO joga em casa, às 21h, contra o Atlético-MG.

Você pode acompanhar o Tempo Real desses jogos e o Saidera ENM nas redes sociais do Esporte News Mundo.

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR MAIS DESTE TEMPO REAL
Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo