Futebol Internacional

Com Koeman pressionado, Barcelona lista candidatos para cargo de treinador

Barcelona Koeman
Foto: Joan Valls/Urban and sport via Imago Images

A situação de Ronald Koeman no cargo de treinador do Barcelona parece cada vez mais definida. Enquanto o time não decola na temporada, as desavenças com o presidente Joan Laporta aumentam e encaminham para a saída do técnico. Para isso, o jornal Marca divulgou que o clube separou dois candidatos que devem serem procurados em breve: o ex-jogador Xavi Hernandez e Roberto Martínez, técnico da Bélgica.

Ambos os dois treinadores sabem do interesse do clube culé, mas ainda não foram contatados oficialmente para uma oferta. A publicação noticia que nenhum dos dois vínculos seriam um impedimento para que pudessem sair e treinar o Barcelona. Outros fatores como as comissões técnicas e o momento para a chegada devem pesar.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Com contrato até junho de 2023 no Al-Sadd, do Catar, Xavi sempre foi cotado para assumir a equipe, mas optou por ganhar rodagem fora de sua “casa” e está desde 2019 em seu atual time. Em pouco mais de dois anos, o ex-jogador soma 79 jogos com 51 vitórias, 12 empates e 16 derrotas, além de ter sido campeão do Campeonato do Catar e a Taça do Catar. Mesmo empregado, o eterno camisa 6 poderia facilmente pedir a rescisão para retornar ao Camp Nou.

Já Roberto Martínez tem uma situação um pouco mais complexa. O treinador tem contrato até junho de 2022 com a Seleção Belga e tem a Nations League em vista já no próximo mês. Portanto, a saída até a primeira quinzena de outubro é tratada como impossível por fontes de dentro da Federação Belga, que afirmaram que até o momento também não houve um pedido de dispensa. Diferente de Xavi, o treinador de 48 anos é visto internamente com uma passagem de êxito pela Bélgica após manter o país por três anos no topo do ranking da FIFA. Sem nenhum título no atual trabalho, o espanhol tem o terceiro lugar da Copa do Mundo de 2018 como a melhor campanha.

Com os dois treinadores da mira, o Barcelona não deve demorar muito para demitir Ronald Koeman. O treinador holandês entrou em rota de colisão com Laporta por mudar o estilo de jogo da equipe, algo extremamente criticado pelo presidente. O ex-zagueiro chegou ao Camp Nou no início da última temporada e soma 60 jogos com 37 vitórias, 11 empates e 12 derrotas. Se o aproveitamento é bom, a eliminação para o PSG com direito a uma goleada de 4 a 1 na Champions League em 2020/21 e o terceiro lugar na La Liga pesam contra o técnico.

No meio da turbulência vivida, o Barcelona tenta um novo rumo principalmente após a saída de Lionel Messi. Na La Liga, o time é o oitavo colocado com sete pontos a menos que o líder Real Madrid. Já na Champions League, o time culé é o lanterna do Grupo E após a derrota para o Bayern de Munique na estreia por 3 a 0.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top