Lutas

Dustin Poirier diz buscar ‘grandes lutas’ no UFC: “Tem muita coisa boa por aí”

Dustin Poirier UFC 257
Divulgação/Twitter Oficial UFC

Dustin Poirier saboreou o gosto de mais uma vitória pelo UFC ao bater Michael Chandler em Nova York, numa luta de muitas emoções. Algo que espera que siga para a sequência de sua carreira no Ultimate.

                 

O ‘Diamond’ falou ao programa TheMMAHour e declarou que não tem nenhum rival em mente para sua próxima luta na organização. Mas já deixou claro que quer mesmo é encarar as lutas de maior repercussão que puder ter pela frente.

LEIA TAMBÉM

+ UFC Vegas 65: Confira os resultados das lutas do card deste final de semana

– Quero grandes lutas. Lutas divertidas. Eu não sei, já completei o ‘triângulo da violência’. Venci o Justin Gaethje, o Eddie Alvarez e o Michael Chandler. Tem muita coisa boa por aí que seriam lutas boas, mas não tenho um nome agora – disse Poirier.

– Quero lutas que sejam do tipo ‘luta do ano’, daquelas que me deixam nervoso só de pensar em quem está no contrato. Já conhecia o Chandler do Bellator e conheço alguns caras que ele venceu lá. Ele é um cara muito explosivo esse perigo do desconhecido, não importa o quão bem preparado você esteja – completou.

Dentre todos os nomes que a divisão dos leves lhe oferece, um deles no entanto não consta da ‘lista de desejos’ do lutador americano: Beneil Dariush. O lutador de origem iraniana também vive uma fase de ascensão e chegou a estar na mira de Poirier, mas o ‘Diamond’ teve que mudar os planos e visar outros rivais.

– Não me interessa agora o Dariush. Sem desrespeitá-lo, acho ele um cara trabalhador, um grande lutador que está indo pelo caminho certo. Um cara de respeito e que vai lá e cuida das coisas dele e eu respeito isso. Eu assisto as lutas dele, e quando falamos de nomes, ele não me deixa excitado – afirmou.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo