Santos

E o Marcos Leonardo? Cuca explica ausência de artilheiro da base em empate sem gols na Copa do Brasil: “É um jovem em formação”

Marcos Leonardo ainda está em formação física. (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O empate do Santos contra o Ceará, por 0 a 0, na Vila Belmiro, fez com que o técnico Cuca fosse questionado por não colocar o jovem Marcos Leonardo em campo.

Com apenas 17 anos de idade, o jovem atacante ficou marcado por fazer mais gols que Neymar e Gabigol no sub-15 do Peixe. Por isso, o faro de centroavante do atleta, que já marcou dois gols como profissional neste ano, foi uma ausência sentida em um confronto que acabou sem alterações no placar.

Em entrevista coletiva virtual após a partida, Cuca alegou que Marcos Leonardo ainda está em “formação óssea e muscular”, e explicou que o atacante ainda não está pronto para uma partida inteira.

Além disso, o treinador ainda disse que a expulsão de Lucas Veríssimo interferiu nas substituições, e afirmou que se o Peixe estivesse com os 11 jogadores, Marcos Leonardo possivelmente entraria no jogo.

“Marcos Leonardo é um jovem em formação. Formação óssea e muscular. Não está pronto para jogar uma partida, tem que entrar gradativamente. Centralizei o Marinho e até último minuto teve chance, quando Prass pegou. Não posso abrir mão dele para colocar o Marcos Leonardo. Tenho mais chance de ganhar dessa forma. Equilibrei a equipe pelo lado com Arthur e Tailson depois do Braga e Soteldo. Com 11, Marcos seria uma alternativa para o decorrer do jogo, sim”, explicou o treinador.

Marcos Leonardo foi promovido por Cuca nesta temporada. Até aqui, ele entrou em campo em nove partidas, e balançou as redes duas vezes, uma pelo Brasileirão e outra pela Libertadores.

Copa do Brasil

O jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil será realizado na próxima quarta-feira, às 19h, no Castelão, em Fortaleza. Para avançar, o Peixe precisa de uma vitória simples.

Para saber tudo sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top