Lutas

Em atualização, brasileiros lideram os rankings oficiais do Bellator

Bellator revela rankings com Patrício Pitbull e Cris Cyborg no topo
Foto: Hans Gutknecht/Imago Images

Nos mesmos passos do UFC, o Bellator revelou nesta segunda-feira, dia 29 de março, os rankings oficiais para cada categoria e peso por peso da organização. Os brasileiros Patrício Pitbull e Cris Cyborg lideram os rankings de melhor lutador e melhor lutadora, respectivamente. Todos as classificações podem ser encontradas no site do Bellator.

                 

Atual campeão em duas categorias, Patrício Pitbull é o número um no peso por peso masculino. O brasileiro está nas semifinais do GP do peso pena e, ao mesmo tempo, defenderá o cinturão contra Emmanuel Sanchez. Pitbull nocauteou o português Pedro Carvalho de forma espetacular na fase anterior do torneio. Enquanto vai atrás da premiação de um milhão de dólares, ele não possui uma previsão para defender o título do peso leve.

Mesmo com um ano de organização, Cris Cyborg é a melhor lutadora peso por peso do Bellator. Depois de três anos no UFC e a maior parte como campeã, Cyborg já estreou contra Julia Budd pelo cinturão peso pena. A brasileira provou ser muita areia para a americana e aos poucos castigou até o árbitro interromper o combate no quarto round. Desde então, ela defendeu o título uma vez contra Arlene Blencowe em outubro do ano passado.

Outros brasileiros em posições de destaque são Douglas Lima e Juliana Velasquez. O campeão meio-médio da organização ocupa a sétima colocação no peso por peso e só não ficou mais alto no ranking graças a derrota para Gegard Mousasi pelo cinturão do médios. Lima também foi o vencedor do GP dos meios-médios em 2019 e conquistou o título da categoria ao derrotar Rory MacDonald na final.

Já Juliana Velasquez se encontra somente atrás da Cris Cyborg no ranking de melhor lutadora da organização. A atual campeã peso mosca chegou em 2017 e engatou uma sequência de cinco vitórias para conquistar a chance de enfrentar a detentora do título da categoria naquele momento, Ilima-Lei Macfarlane. Juliana dominou a havaiana, levou o cinturão pra casa e se manteve invicta.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo