Vasco

Em nota, Mussa responde às declarações de Alexandre Campello em entrevista

Imagem: Paulo Fernandes/Vasco
— Continua depois da publicidade —

O presidente da Assembleia Geral do Vasco, Faués Cherene Jassus, o Mussa, soltou uma nota oficial no final da manhã desta terça-feira (8), respondendo às declarações do presidente Alexandre Campello em entrevista ao ge, publicada na última segunda (7), na qual ele reclama das irregularidades nas listas dos sócios aptos a votar.

No decorrer da nota, Mussa fala que Campello “têm a intenção de confundir/enganar os torcedores” e também o acusa de “faltar com a verdade”.

“Honrando o compromisso assumido com a transparência e a lisura do processo eleitoral, a Presidência da Assembleia Geral volta a público, uma vez mais, para prestar esclarecimentos e informações corretas sobre as recentes declarações do Sr. Presidente da Diretoria Administrativa, Alexandre Campello, que, claramente, têm a intenção de confundir/enganar os sócios e os torcedores. Parece evidente o intuito de criar problemas, transtornos e embaraços ao processo eleitoral, dificultando, cada vez mais, o trabalho desta Presidência. Em entrevista recente, o Sr. Presidente da Diretoria Administrativa fez uma série de acusações sobre a regularidade da lista de sócios, distorceu fatos e faltou com a verdade em diversas oportunidades”.

Posteriormente, Faués Mussa questionou o afastamento dos sócios anistiados e diz que esse fato exige esclarecimentos de Alexandre Campello e Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo, que são os responsáveis diretos pela entrega da lista dos sócios.

“Por que afastaram da eleição os anistiados, que aderiram ao chamamento da própria Diretoria Administrativa para regularizarem as suas pendências com o clube? A quem interessa tumultuar o processo eleitoral, a 60 dias da eleição direta? Todos esses fatos exigem esclarecimentos daqueles que apresentaram as planilhas com os dados dos sócios (Srs. Alexandre Campello e Roberto Monteiro) e rigorosa apuração – como venho propondo, há tempos. O sócio precisa saber disso”.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo