Geral

Em um jogo emocionante, Cuiabá marca nos acréscimos e vence o Dom Bosco fora de casa

Foto: AssCom Dourado

O que não faltou foi emoção no Estádio Eurico Gaspar Dutra, o Dutrinha, nesse sábado (04). Com um gol de Rodriguinho, aos cinquenta minutos do 2º tempo, o Cuiabá vence fora de casa o Dom Bosco, em jogo válido pela 4ª rodada e mantém os 100% de aproveitamento no Campeonato Mato-grossense.

                 

Com a vitória, o Cuiabá chega a 12 pontos na competição e se mantém na liderança do Estadual, com 4 vitórias em 4 jogos. Já o Dom Bosco continua na 6ª posição, com 4 pontos, porém, pode ser ultrapassado pela Luverdense ou pelo Sport Sinop, que se enfrentam hoje (04), às 20h (horário de Brasília).

Primeiro tempo

Como era esperado, o Dourado começou tomando a iniciativa e realizando pressão no campo de ataque, tal como na vitória contra o Sport Sinop, rodada passada. Já o Dom Bosco jogou bastante recuado, tentando explorar a velocidade no contra ataque, principalmente com seu camisa 11, Jean Fielder.

E o bloco defensivo da equipe do Leão surtiu efeito, já que até aos vinte minutos a equipe do Cuiabá não conseguiu chegar com perigo. Além da forte marcação sobre Isidro Pitta, o Dom Bosco concedeu pouco espaço nas laterais do campo.

Aos vinte e cinco minutos, a primeira chance real do Cuiabá. Em um ótimo contra ataque, Isidro Pitta recebeu em velocidade na área, mas o goleiro Fabiano se antecipou e fez boa defesa.

Já aos trinta e dois minutos, a resposta do Dom Bosco. Em um bom lançamento da defesa, o atacante Jean Fielder recebeu em velocidade, invadiu a área e bateu na saída de João Carlos, porém, a bola subiu demais e passou por cima do gol. Após esse lance, Jean Fielder, melhor jogador do Dom Bosco na partida, sentiu lesão e precisou ser substituído

O susto ligou o alerta no time do Dourado. Aos trinta e sete minutos, o meia Denilson arriscou de longe, mas o goleiro Fabiano defendeu no meio do gol. Já aos trinta e nove, outra boa chance de “El Viking”, que bateu cruzado mas a bola passou pelo lado da meta azulina.

Aos quarenta e cinco minutos, a melhor chance do auriverde. Após ótimo cruzamento de Rikelme, Jonathan Cafú subiu mais que a defesa e cabeceou na trave. Na sequência, a bola sobrou no pé de Isidro Pitta, mas a arbitragem marcou falta de Cafú no lance do cabeceio.

Segundo tempo

O início da segunda etapa seguiu a tônica da primeira, ou seja, o Cuiabá tentando pressionar o Dom Bosco, que por sua vez se fechava bem e tentava explorar o contra golpe.

E aos cinco minutos, o Cuiabá fez, mas não valeu. O meia Pablo Ceppellini acertou um belo chute de fora da área. A bola bateu no travessão, quicou na linha e voltou no pé de Iury Castillo. O atacante empurrou para o gol, porém, a arbitragem marcou o impedimento do atacante auriverde.

E o gol anulado foi um combustível para o Dom Bosco, que começou a sair para o jogo e equilibrar as ações, com destaque para o jovem Peixinho, que passou a ditar o ritmo da equipe. No outro lado, o Cuiabá não se sentiu intimidado e tentou aproveitar os espaços deixados pelo Leão.

Aos dezesseis minutos, Vinicius Boff, que entrou na segunda etapa no lugar de Rikelme, achou um ótimo passe para Isidro Pitta, que bateu cruzado, mas a bola foi para fora. Após o lance, Boff ficou na bronca com “El Viking”, já que após o passe ele fez a ultrapassagem, porém, o paraguaio preferiu o arremate.

E teve lance polêmico aos vinte e dois minutos. Rodriguinho, que entrou no 2º tempo, chegou forte por cima da bola, acertando o jogador do Dom Bosco. Apesar dos pedidos de cartão vermelho, a arbitragem optou por mostrar o amarelo.

Aos vinte e quatro minutos, mais uma ótima chance do Cuiabá. Após cruzamento, o zagueiro Joaquim Henrique cabeceou, obrigando o goleiro do Leão a fazer grande defesa e salvando o que seria o primeiro gol da partida.

Vendo que a pressão do Dourado aumentou, o Dom Bosco se fechou novamente e passou a explorar o contra ataque, tal como na 1ª etapa e início da 2ª.

E a tática do contra golpe voltou a dar resultados, já que o Leão começou a criar chances, principalmente com habilidoso Diguinho, que entrou no segundo tempo e passou a criar muitas dificuldades para a defesa auriverde. Aos trinta e cinco, após bom cruzamento da direita, o camisa 19 apareceu livre pra marcar, porém, o zagueiro Marllon chegou primeiro e fez um corte providencial.

No final do tempo regulamentar, mais uma grande chance perdida pelo Cuiabá. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Joaquim Henrique subiu sozinho mas cabeceou muito torto. O lance levou a torcida auriverde a loucura do Dutrinha.

Aos quarenta e oito, mais blitz do Dourado. Após bela batida de Gabryel Freitas, a bola passou pelo goleiro Fabiano mas explodiu no travessão do azulino.

Quando tudo parecia perdido e o empate sacramentado, a estrela de Rodriguinho apareceu. Aos cinquenta minutos, Vinícius Boff cruzou da esquerda na cabeça de Jonathan Cafú, que triscou de cabeça para trás. A bola sobrou no pé do camisa 20, que sozinho, empurrou para o fundo das redes. 1 a 0 Cuiabá, placar final.

Ao fim do jogo, uma cena bonita no Dutrinha. A torcida aplaudiu demais os jogadores do Dom Bosco, reconhecendo o grande esforço dos atletas do Leão.

O Cuiabá volta a campo na próxima quarta-feira (08), às 19h, para enfrentar o Operário de Várzea Grande, na Arena Pantanal, em jogo válido pela 5ª rodada do Campeonato Mato-grossense. Já o Dom Bosco recebe a Luverdense, terça-feira (07), às 19h, no Estádio Eurico Gaspar Dutra, também pela 5ª rodada do Estadual.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo