Esportes olímpicos

Especialistas ainda enxergam riscos na realização das Olimpíadas em 2021

Mesmo com o adiamento dos jogos olímpicos de Tóquio para 2021 por conta da pandemia do novo Coronavírus, especialistas acreditam que a realização do evento no ano que vem ainda pode gerar algum tipo de risco. Por conta dessa incerteza, os médicos estão orientando os organizadores dos jogos a serem mais flexíveis com relação à data, principalmente se até lá uma vacina ainda não tiver sido criada.

O japonês Kentaro Iwata, que é professor especialista em doenças infecciosas afirmou não acreditar que a pandemia esteja completamente controlada até 2021

“A realização dos Jogos depende de duas condições: primeiro, controlar o coronavírus no Japão. Segundo, controlar o coronavírus no mundo todo. Você precisa convidar muitos atletas de vários lugares do mundo, o que não é exatamente compatível com essa infecção de coronavírus que está causando a pandemia. O Japão talvez conseguirá controlar a doença até julho do ano que vem, gostaria que pudéssemos. Mas não acho que isso vai acontecer em todos os lugares do mundo”, completou Iwata.

Quem também reforçou essa visão de do professor foi Zach Binney, que é epidemiologista da Emory University, nos Estados Unidos. Para ele, a criação de uma vacina será fundamental para a realização dos jogos em 2021.

“Quando falamos em voltar a ter eventos esportivos com torcedores em estádios lotados, acho que é algo que teremos que esperar pela vacina (para ver acontecer)”, destacou Binney.

Apesar do alerta de especialistas, o Comitê Organizador de Tóquio 2020 ainda não trabalha com a possibilidade de um novo adiamento. A meta segue sendo a realização do grande evento em julho de 2021.

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo