Atlético-MG

“Pare de falar besteira”, rebate Lásaro Cunha ao ex-lateral do Atlético-MG, Cicinho

Nessa terça-feira, 30, o vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cunha, publicou um vídeo em suas redes sociais rebatendo a informação dada pelo ex-lateral do clube, Cicinho, ao Canal do Nicola.

Em sua entrevista ao canal, Cicinho disse que não guardou nenhum carinho pelo Atlético, já que o clube fez o jogador pagar 3 milhões de reais na justiça em 2003.

O dirigente do Atlético, por sua vez, apresentou os documentos que comprovam esse pagamento, mas contou o outro lado da história. Segundo Lásaro, o ex-laterial deveria ser grato ao Atlético, já que o clube conseguiu reduzir o valor, que seria de aproximadamente 10 milhões de reais.

O vice-presidente do Atlético contou a história por trás dessas ações. Em 2003, Cicinho acionou o Atlético na justiça, querendo a rescisão de contrato devido a falta de pagamento do FGTS. O atleta conseguiu, mas a empresa de São Paulo, Axial, que tinha 50% dos direitos econômicos do jogador, entrou com uma ação contra o clube e o lateral. A empresa ganhou a causa, e o Atlético e Cicinho deveriam pagar juntos 18 milhões de reais. O Atlético, por sua vez, conseguiu reduzir sua parte para 9 milhões de reais.

Cicinho havia sido condenado a pagar 10 milhões de reais ao Atlético, que processou o atleta. Porém, segundo Lásaro, o clube deu um grande desconto para o ex-lateral, chegando ao valor de 3 milhões de reais, sendo este um motivo para o atleta ser grato ao clube.

“Pare de falar besteira, Cicinho. O Atlético não tem recordação de você. A recordação é péssima. Você deu prejuízo ao Atlético e deveria agradecer ao Atlético.” – afirmou Lásaro no vídeo publicado.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo