Flamengo

Ainda tímido, Flamengo inicia processo de reformulação e tenta evitar erros de 2023

Rodrigo Caio sairá do Flamengo (Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Com saídas confirmadas de Filipe Luís e Rodrigo Caio, Flamengo já começa a se movimentar para retomar caminho de sucesso em 2024

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Filipe Luís e Rodrigo Caio vão se despedir do futebol e do Flamengo, respectivamente, no jogo de domingo contra o Cuiabá, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O movimento é apenas um início de uma reformulação elenco já pensando para a próxima temporada. O Rubro-Negro busca soluções mais elaborados visando evitar erros durante o 2023.

                 

+ Flamengo pode terminar a temporada sem título pela primeira vez em 6 anos

A dupla têm contrato até o fim de dezembro e como clube não disputa mais nada após o Brasileirão e com poucas chances de título, a diretoria já planeja para 2024. Além deles, existe a possibilidade de outros nomes saírem do clube. E esse movimento “antecipado” pode ajudar ao Fla a voltar a ter sucesso de títulos no próximo ano.

Depois de encaminhar a renovação de Bruno Henrique e Gabigol, o Flamengo deixou pendente para o fim da temporada a definição sobre a permanência de Everton Ribeiro, que ainda é uma incógnita. David Luiz, Varela, Santos e Pablo, por exemplo, estão fora dos planos, mas o clube esbarra em salários elevados.

O volante Allan também não caiu nas graças da torcida, mas também teve um custo muito alto para o clube. Ele foi comprado ao Atlético-MG por R$ 42 milhões a pedido do então técnico Jorge Sampaoli na época. O jogador também indica um erro em contratação apesar da qualidade técnica. No entanto, ainda não conseguiu se encaixar no time titular. Ao que tudo indica, o meio-campo e a zaga são as prioridades para a próxima temporada.

Nas laterais, Matheuzinho e Wesley podem receber proposta para que nomes de maior peso cheguem para jogar, assim lateral esquerda. Existe Ayrton Lucas, que mesmo convocado, não conseguiu manter o ritmo no início de 2023 e caiu de rendimento.

No comando, a diretoria rubro-negra já fez um acerto em fechar com Tite até o fim de 2024. O treinador terá tempo para colocar sua forma de trabalho. Tite é o décimo técnico do Flamengo durante a gestão do presidente Rodolfo Landim. Desde 2019, apenas Jorge Jesus e Rogério Ceni ficaram mais de 200 dias no comando do clube.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo