Bahia

Em má fase, Bahia conquista apenas um ponto de 21 disputados e Bruno Lopes afirma: ‘Jogadores também estão em uma fase complicada’

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Mesmo com a saída do técnico Dado Cavalcanti, modificações na equipe titular e aposta em garotos da base, o Bahia perdeu mais uma vez no Campeonato Brasileiro. Já foram 21 pontos disputados e apenas um conquistado.

Dessa vez para o Grêmio, por 2 a 0, em Porto Alegre, na 17ª rodada. O português Bruno Lopes, que comandou o elenco nessa semana, falou em entrevista coletiva sobre a partida.

‘Acho que o Bahia foi parte ativa. Se contabilizarmos oportunidades de gol que criamos na primeira parte, acredito que fomos uma parte ativa. Na segunda parte, apesar de termos sofrido gol muito cedo, a equipe a partir disso se soltou mais. Acredito que na primeira parte tivemos mais situações em contra-ataque, com bloco mais baixo. Na segunda, conseguimos empurrar o Grêmio. Não criamos as oportunidades que queríamos. Mas sem dúvida fomos uma parte ativa’

Questionado sobre a atuação da equipe, Lopes afirmou que não faltou coragem e que “um erro no início do segundo tempo nos custou o gol”

‘Discordo que faltou coragem. Se formos contabilizar as faltas que fizemos, fomos mais agressivos em campo. Conseguimos roubar bolas altas na segunda parte. A equipe soltou-se e foi para cima do adversário. Foi um erro no início do segundo tempo que nos custou o gol’

Bruno Lopes também falou sobre o gol sofrido, o que já está virando um trunfo dos adversários, bola área nas costas do lateral direito Nino Paraíba. O comandante assegura que identificou o erro.

‘O primeiro gol é uma coisa que acontece, identificada e precisamos corrigir com trabalho. Só com o trabalho que se consegue corrigir. O segundo gol não. A equipe estava lançada para o ataque para tentar tudo por tudo para chegar ao empate. O primeiro gol tem a situação identificada com o próprio treinador. Com trabalho, com certeza, vamos resolver esse problema’

Uma das mudanças realizadas pelo português foi entrar apenas com Rodriguinho e Rossi no ataque, deixando o camisa 9 e artilheiro, Gilberto, no banco de reservas.

‘Intenção era fixar mais os zagueiros por dentro, ter um jogador na área forte na finalização e ao mesmo tempo ele vir um pouco atrás para receber a bola entrelinhas, não tão encaixado na marcação. Mas que pudesse receber as bolas entrelinhas para que nossos extremos pudesse entrar nesse espaço’

Agora Bruno Lopes entrega o elenco principal do Bahia ao argentino Diego Dabove, que acompanhou a derrota na Arena do Grêmio.

O Tricolor terá a semana livre e encara o Fluminense, no Maracanã, na última segunda-feira do mês, dia 30, às 19h.

Diego Dabove e comissão técnica na Arena do Grêmio. Foto: Felipe Oliveira / EC BAHIA
Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top