Basquete

Charlotte Hornets recontrata técnico após ações questionáveis na noite do Draft

Steve Clifford Hornets
Reprodução/ NBA

O Charlotte Hornets fechou com Steve Clifford para comandar LaMelo Ball e companhia na próxima temporada da NBA, segundo informações de fontes ligadas a Adrian Wojnarowski, insider da ESPN americana. Essa será a segunda passagem de Clifford pelos Hornets, onde conseguiu levar a equipe duas vezes para os playoffs em cinco anos de comando, entre 2013 e 2018. James Borrego foi o substituto de Clifford após sua saída em 2018, sendo demitido apenas ao final da última temporada.

Para saber mais informações sobre a NBA, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebookInstagram e Youtube

A equipe de Michael Jordan se encontrou em um grande problema após Kenny Atkinson, assistente técnico do Golden State Warriors, recuou poucos dias antes do Draft deste ano do acordo verbal que tinha para comandar a equipe a partir da temporada 22-23. Sem um comandante definido, a equipe se movimentou na noite do Draft tanto na primeira quanto na segunda rodada, com decisões questionáveis.

Jalen Duren foi a primeira escolha dos Hornets e 13ª geral na noite, mas logo foi trocado para os Pistons. Em um movimento que ainda contou com o New York Knicks enviando , a franquia recebeu uma escolha de primeira rodada de 2025 dos Pistons, além de algumas escolhas de segunda rodada futuras dos Knicks. O Pivô é considerado um dos melhores da posição disponíveis no Draft, com bom domínio de garrafão na defesa e considerável teto de evolução ofensiva, justamente a posição mais carente dos Hornets na temporada.

Já na décima quinta escolha da noite, os Hornets puderam selecionar, via New Orleans Pelicans, outro pivô. Mark Willians, vindo de Duke, foi nomeado o melhor defensor da ACC (Atlantic Coast Conference), acumulou quase 3 bloqueios por jogo na temporada da NCAA e vem a somar à posição que Mason Plumlee, Montrezl Harrell, Nick Richards e Kai Jones (que jogou boa parte da temporada no Greensboro Swarm, da G League) não conseguiram sustentar durante a temporada.

Já na segunda rodada os Hornets foram atrás da 40ª escolha, nas mãos do Minnesota Timberwolves, para escolher Bryce McGowens, dando a 45ª escolha, entregando Josh Minnot. McGowens é um ala escolhido pela sua possível evolução, mas não deve ter grandes oportunidades na sua primeira temporada se a renovação de Miles Bridges se concretizar. Com um bom jogo ofensivo, o jogador pode ser comparado com outro jovem da equipe, James Bouknight, que jogou apenas 31 jogos em Charlotte e 12 jogos no Greensboro Swarm.

Com uma equipe muito mais jovem mas com grandes expectativas pela sua qualidade, Steve Clifford terá mais essas duas promessas, Willians e McGowens, a acrescentar a lista que já conta com LaMelo Ball, PJ Washington e outros bons nomes, para entregar um time competitivo na busca dos playoffs, motivo pelo qual deixou o Orlando Magic, seu último time, após a franquia negociar seus principais jogadores para começar uma reestruturação ao redor de Jonathan Isaac.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top