Futebol Internacional

Confira todas as informações sobre o Mundial de Clubes 2020

Giuseppe Cacace/AFP via Getty Images
Foto: Giuseppe Cacace/AFP via Getty Images

Depois de todas as paralisações e mudanças no calendário devido ao Coronavírus, o Mundial de Clubes que pode estar chegando a sua penúltima edição neste formato atual iniciará amanhã. A FIFA pretende mudar a maneira que é realizada atualmente e aumentando para 24 participantes a partir de 2022. Confira as equipes que participarão desta edição no Catar, seus principais jogadores e como chegaram ao Mundial.

O Mundial de Clubes inicia nesta quinta-feira (04) com o confronto entre Tigres x Ulsan Hyundai, as 11 horas. A tarde tem Al Ahly x Al Duhail, as 14 horas. O vencedor do primeiro jogo pega o Palmeiras na semifinal, no domingo, as 15 horas. Enquanto o Bayern de Munique aguardará a definição do segundo jogo e sua semifinal será na segunda-feira (08) as 15 horas. Todos os horários oficiais de Brasília.

Bayern de Munique

Campeão da Champions League aplicando uma goleada histórica na semifinal contra o Barcelona por 8 a 2, o Bayern chegará ao Mundial com a possibilidade de conquistar seu sexto titulo seguido na temporada. Além da Champions, venceu também, Bundesliga, Copa da Alemanha e SuperCopas na Europa e na Alemanha. O clube também conta o atual jogador eleito melhor do Mundo, o polonês, Robert Lewandowski. E busca o bicampeonato neste formato, em 2013, derrotou o Raja Casablanca na decisão por 2 a 0, gols de Dante e Rafinha.

Palmeiras

O Palmeiras vai ao Catar buscando o inédito título do Mundial de Clubes da FIFA. Após conquistar a América com gol de Breno Lopes, que ficou de fora da lista do Mundial por questões contratuais, o Palestra agora mira conquistar o mundo. Essa será a segunda participação do Palmeiras no Mundial. Em 1999, o Verdão foi derrotado pelo Manchester United por 1 a 0 na final.

Ulsan Hyundai

O time da Coreia do Sul estará na competição neste formato atual pela segunda oportunidade, tentando fazer uma campanha melhor que na primeira participação. Em 2012, ficou nas quartas de finais, ao ser derrotado pelo mexicano, Monterrey. O clube é o atual campeão do continente da Ásia.

Tigres do México

Comandado pelo brasileiro Tuca Ferreira desde 2010 e que recentemente recusou comandar a Seleção do México, o Tigres chega ao Mundial querendo tirar o azar de clubes mexicanos que sempre param nas semifinais. O time conta em seu elenco com o francês, Gignac, e o brasileiro Rafael Carioca, que no Brasil passou por Grêmio, Vasco da Gama e Atlético-MG. O clube conquistou a Concacaf pela primeira vez nesta temporada.

Al Duhail

Caçulinha no Mundial de Clubes, o clube chega a competição por ser o país sede e tem como estrela do elenco, o ex palmeirense Dudu. A ideia do clube é ganhar ainda mais relevância em seu país e conquistar o maior torneio do continente. Al Duhail espera que o brasileiro fique no clube para atingir seus objetivos e um dos triunfos para isso é a ótima situação financeira que possui.

Al Ahly

Diferente do Al Duhail, o Al Ahly está em sua sexta participação em Mundiais de Clubes, sendo o maior campeão da africano. O clube enfrentou o Internacional em 2006 e o Corinthians em 2012, saiu derrotado em ambos. Nesta edição pode enfrentar o Bayern de Munique. Tem como destaque do time diversos jogadores que atuam na Seleção do país, entre eles: o goleiro El-Shennawy, os defensores Saad Samir e Ayman Ashraf e os atacantes Mahmoud Kahraba e Marwan Mohsen.

O representante da Oceania, o Auckland City, desistiu de participar do torneio por causa das regras existentes na Nova Zelândia para quem retorna de viagens internacionais.  

O Liverpool da Inglaterra é o atual campeão da competição, em 2019 enfrentou na final o Flamengo em Doha no Catar e ganhou por 1 a 0, gol do brasileiro, Roberto Firmino.

Neste formato que é realizado pela Fifa desde 2005, São Paulo, Corinthians e Internacional foram campeões uma vez cada, Santos, Grêmio e Flamengo chegaram na final, mas perderam, o Atlético-MG foi eliminado na semifinal em 2013, assim como o Internacional em 2010. Em termos de quantidades de conquistas, a Europa levou o troféu em 13 oportunidades e o Brasil em 3. O Corinthians também venceu em 2000 o Mundial contra o Vasco da Gama, no Maracanã, mas o torneio foi realizado de outro modo diferente do atual.

Os estádios do Mundial poderão receber torcedores com até 30% de suas capacidades, mas está proibida a entrada de estrangeiros no país. Uma bolha semelhante a criada pela NBA na temporada 2019-2020 foi montada para todas as pessoas envolvidas no Mundial, sejam as equipes e imprensa.

Para saber mais sobre o Mundial de Clubes, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitter Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top