Coritiba

Coritiba encerra 2023 com a pior campanha da sua história no Brasileirão

Coritiba fecha 2023 da maneira que foi durante o ano - Foto: Divulgação/Coritiba
Foto: Divulgação/Coritiba

Depois de uma temporada com muitas estatísticas negativas, o 2023 tenebroso do Coritiba chegou ao fim com mais um número negativo que representa todos conquistados ao longo deste ano. Com eliminações precoces no Paranaense e Copa do Brasil, meses sem vencer e vários outros feitos bizarros, o Coxa fechou o Brasileirão com sua pior campanha em todas as suas participações.

                 

+ Em clima de amistoso e vários meninos da base, Corinthians fecha o Brasileirão vencendo o Coritiba

Na era dos pontos corridos, o Coritiba tinha como sua pior campanha no Brasileirão a de 2020, quando o clube terminou o torneio com 31 pontos, na 19ª posição e acabou rebaixado para a Série B. Com a derrota para o Corinthians, o Coxa fechou o Campeonato Brasileiro de 2023 com 30 pontos e agora tem essa campanha como a pior da sua história na primeira divisão do futebol brasileiro.

Números da campanha de 2023 do Coritiba

  • 30 pontos (26% de aproveitamento)
  • 8 vitórias
  • 6 empates
  • 24 derrotas (maior número de derrotas em uma edição)
  • 41 gols feitos (7º pior ataque)
  • 73 gols sofridos (2ª pior defesa e pior defesa da sua história no Brasileirão)
  • Pior campanha de mandante
  • 4ª pior campanha de visitante

Apesar de o 2º turno do Coritiba não ter sido exuberante, ficou claro que o clube não conseguiu sair da situação que culminou no rebaixamento por causa da sequência sem vitórias que durou quatro meses. Neste período, que começou no Paranaense e terminou apenas na 13ª rodada do Brasileirão, o Coxa se afundou na zona do Brasileiro e teve resultados fracos em outras duas competições.

Para saber tudo sobre o Coritiba, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

O Coritiba agora folga por um pequeno período e daqui 43 dias já volta a campo para começar a temporada de 2024 que promete ser uma das mais decisivas da história do clube e da sua SAF, que teve um primeiro ano para se esquecer de maneira completa.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo