Futebol Internacional

Garotos decidem, Arsenal bate Chelsea fora de casa e segue na briga por vaga na Champions League

Arsenal conquistou vitória importante sobre o Chelsea fora de casa. Foto: GLYN KIRK/AFP via Getty Images.

Em um duelo eletrizante, o Arsenal venceu o Chelsea por 4 a 2 na tarde desta quarta-feira (20), em jogo atrasado da 25ª rodada da Premier League. Nketiah abriu o placar para os Gunners, Werner marcou para os Blues, Smith Rowe desempatou e Azpilicueta igualou o placar no primeiro tempo. Mas na segunda etapa, Nketiah, novamente, e Saka decretaram a vitória do Arsenal no Stamford Bridge.

Com o resultado, o Arsenal ultrapassou o Manchester United, foi a quinto lugar, com 57 pontos e igualou a pontuação do Tottenham. Já o Chelsea estacionou na terceira colocação, com 62 pontos.

O Chelsea volta a campo no domingo (24), quando recebe o West Ham, às 10h (horário de Brasília). Enquanto isso, o Arsenal tem mais um clássico, contra o Manchester United, no sábado (23), às 8h30, no Emirates Stadium.

O JOGO

Primeiro Tempo

Os 45 minutos iniciais da partida foram o que a Premier League tem de melhor a oferecer. O Chelsea propôs o jogo nos movimentos iniciais e de toda a pinta de que iria ser o responsável por inaugurar o marcador.

Mas quem balançou as redes foi o Arsenal. Aos 13 minutos, Christensen tentou recuo para Mendy, mas fez uma lambança sozinho, Nketiah aproveitou para recuperar a bola e saiu na cara do gol para abrir o placar.

O Chelsea seguiu em cima do adversário, mesmo atrás no placar e conseguiu empatar apenas cinco minutos depois. Loftus-Cheek foi mais esperto para recuperar a bola, deixou com Werner pela esquerda, que bateu sem força, mas desviou em Xhaka e deixou tudo igual.

Os times trocaram boas chances de gols, com um chute venenoso de Mount, de fora da área, que passou com perigo, depois com Nketiah, que recebeu passe de Saka, mas pegou mal na finalização.

E depois de ser pressionado na saída de jogo e quase entregar o ouro aos 27 minutos, o Arsenal conseguiu um em contra-ataque com Saka, que tocou para Ødegaard deixar para Smith Rowe bater de primeira e desempatar.

A festa não durou muito, pois aos 32’, Mount e Werner ganharam disputa com White pela esquerda e o meia cruzou na pequena área para Azpilicueta, que apareceu como um centroavante e igualou de novo.

No final da primeira etapa, o Arsenal voltou a levar perigo com Smith Rowe, que fez linda jogada na entrada da área para se livrar de quatro marcadores e bateu para fora, depois com Tavares, que bateu cruzado e também mandou pela linha de fundo.

Segundo Tempo

Na volta dos vestiários, o Chelsea seguiu pressionando e mantendo a posse de bola, mas ainda apresentou dificuldades na criação de jogadas e na defesa, apesar da entrada de Thiago Silva no lugar de Christensen.

E aos 12 minutos, o Arsenal voltou a liderar o placar. Azpilicueta errou passe no meio de campo, Tavares recuperou e tocou para Nketiah, que brigou pela bola  e conseguiu bater no cantinho de Mendy para fazer o terceiro dos Gunners.

Havertz entrou pelo lado dos Blues e contribuiu mais para a construção de jogadas, mas os companheiros de equipe não viviam um dia inspirado e o alemão ficou sobrecarregado no ataque.

Com a vantagem no placar, o Arsenal se retraiu todo na defesa e, por vezes, chegou a ter todos os jogadores atrás da linha de intermediária. As principais investidas ofensivas foram apenas em contra-ataques.

E já aos 45 minutos, Saka sofreu um pênalti estranho de Azpilicueta após os dois se enroscaram na área, o próprio garoto foi para a cobrança e sacramentou a vitória do Arsenal.

FICHA TÉCNICA

Premier League – 25ª Rodada

Chelsea 2×4 Arsenal

Data: 20/04/2022, 16h45 (horário de Brasília)

Estádio: Stamford Bridge, Londres, Inglaterra

Árbitro: Jonathan Moss

Gols: 1ºT – 13’ Nketiah (Arsenal), 18’ Werner (Chelsea), 27’ Smith Rowe (Arsenal) e 32’ Azpilicueta (Chelsea) 2ºT –  12’ Nketiah (Arsenal) e 47’ Saka (Arsenal)

Chelsea (3-4-1-2): Mendy; Azpilicueta, Christensen (Thiago Silva) e Malang Sarr; Reece James, Loftus-Cheek, Kanté e Marcos Alonso (Ziyech); Mount; Werner e Lukaku (Havertz). Técnico: Thomas Tuchel.

Arsenal (5-4-1): Ramsdale; Saka (Lacazette), Holding, White, Gabriel Magalhães e Nuno Tavares; Elneny, Xhaka, Ødegaard e Smith Rowe (Cédric Soares); Nketiah (Martinelli). Técnico: Mikel Arteta.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top