José Mourinho responde à fala de Cassano: “Ele se diverte, os outros trabalham sério”

José Mourinho, técnico da Roma
Valerio Pennicino/Getty Images

No último fim de semana, o técnico da Roma, José Mourinho, respondeu às falas do ex-jogador italiano Antonio Cassano. Por meio do Bobo TV, podcast italiano conduzido pelos ex-jogadores Christian Vieri, Daniele Adani, Nicola Ventola e por Cassano, o ex-atacante comparou o trabalho da Lazio e da Roma. Ao mesmo tempo em que exaltou e colocou vários elogios ao trabalho de Maurizio Sarri à frente dos biancocelesti, Cassano afirmou que o treinador romanista é mais teatral e que não se sabe como os giallorossi conquistam resultados positivos, nem seu estilo de jogo.

                 

“O treinador da Lazio adora futebol e o seu trabalho, enquanto o outro não quer saber de futebol. Ele ganha, muda e é esperto, alguém o leva como se fosse sabe-se lá quem, mas Sarri joga um futebol maravilhoso, enquanto o dele é zero. Depois tem quem vá ver os títulos conquistados, mas a gente não se engana porque se sabe como trabalhar, falar e comunicar sobre futebol. Mourinho é só cinema. Não faço ideia de como jogam a Roma e Mourinho, não sei como chegam certos resultados. Foi um grande treinador e comunicador. Hoje, para mim, é um treinador que, se ele quer treinar o Real Madrid ou a San Martinese é a mesma coisa. Se Carlo Ancelotti for treinar a Seleção Brasileira, Mourinho pode até ir ao Real Madrid, mas é pelo que já ganhou e pelo status que tem. Caso contrário, pode treinar a San Martinese.”

Siga o Esporte News Mundo no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Koo e TikTok.

Indagado sobre as recorrentes declarações de Cassano que criticam seu trabalho logo após a vitória simples da Roma sobre o Torino, José Mourinho falou que cada um tem seu espaço e sua liberdade para falar sobre o que pensa, mas também soube responder à altura das provocações e destacar que existe um trabalho e uma organização nas equipes que comanda ao longo de sua carreira. Mourinho ainda fez questão de relembrar um episódio de quando ambos estavam na Internazionale na temporada 2012-13. Ao citar o atacante croata Marko Livaja, hoje atleta do Hajduk Split, da Croácia, o técnico da Roma relembrou um episódio que os dois jogadores, companheiros de quarto, teriam brigado e Cassano teria ‘perdido’ a briga.

“Cada um é livre de ter as suas preferências e para fazer críticas, mas, quando se trata de outros como Antonio, as coisas são diferentes. Ele se diverte, os outros trabalham sério. Se eles criticam a Roma ou Mourinho, não me interessa. Eles se divertem. Cassano jogou na Roma, na Internazionale e no Real Madrid: no Real é lembrado por seu casaco, com a Roma venceu uma Supercoppa Italiana sem jogar, na Internazionale nem mesmo ganhou a Taça da Lombardia. Eu ganhei com Inter, Real e Roma. Ele terá problema comigo, mas eu não terei problema com ele. Só posso dizer uma coisa porque ele tem 40 anos e eu tenho 60: de vez em quando na vida, se você sempre tentar jogar boliche, você encontra um Marko Livaja e se diverte menos.”

Polêmicas e falas fora de campo à parte, a Roma segue sua reta final da temporada com duas frentes. Na Serie A, a equipe acumula duas vitórias seguidas e está na terceira posição, com 53 pontos, dentro da zona de classificação à Uefa Champions League, principal objetivo da temporada. Porém, os romanistas irão entrar em campo às 13h45 da próxima quinta-feira (13) para enfrentar o Feyenoord no Estádio de Kuip, em Roterdã/NED, pela primeira partida das quartas de final da Uefa Europa League 2022-23.

Clique para comentar

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

Para o Topo